Fortaleza terá 250 mortes por dia a partir de maio, diz secretário de Saúde.


O secretário de Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr.Cabeto), fez uma projeção durante reunião com o Sindicato da Indústria da Construção do Ceará (Sinduscon-CE),nesta quarta-feira (15), de 250 mortes por dia a partir de maio, em Fortaleza, em razão do novo coronavírus.
Segundo ele, o sistema de saúde do Ceará já colapsou e pessoas morrerão nas ruas. A informação é do Jornal “O Povo”.
“No sistema público, eu não tenho mais leito de UTI, acabou. A gente tinha uma compra da China, que tinha me prometido entregar 250 respiradores, mas soube que não vou receber nenhum”, disse.
“Os EPIs, máscaras, viseiras, luvas, que são necessárias para a proteção do profissional de saúde, eles têm cinco dias de estoque. Estou escrevendo ao ministro da Saúde que o sistema de saúde do Ceará colapsou. E que nós vamos começar a ter morte de pessoas não entubadas, e já estão tendo”, continuou.
O secretário afirmou também:
“Eu tenho tentado explicar que as pessoas vão viver momentos muito difíceis.”
Na reunião com o Sindicato da Indústria da Construção Civil, empresários tentavam convencer o secretário de Saúde do afrouxamento do isolamento.
“Não tem lógica. Não posso partir do princípio que, pelo fato de não estar conseguindo fazer o isolamento, vou liberar o isolamento em algumas áreas.”

MaisPB

Nenhum comentário

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.