MOSSORÓ: PREFEITURA QUER CONTER COVID-19 FECHANDO ENTRADAS


A Prefeitura de Mossoró pode fechar as entradas da cidade para evitar o fluxo de pessoas de municípios da região, como medida de contenção à pandemia do novo coronavírus.

Essa possibilidade foi levantada na reunião da prefeita Rosalba Ciarlini (PP) com a comissão responsável pelas ações de combate à Covid-19, ocorrida nesta segunda-feira, 4, no Palácio da Resistência – sede da Prefeitura.

O fluxo de veículos e pessoas das regiões do Médio/Alto Oeste, Vale do Açu, Costa Branca e parte do Ceará continua intenso apesar das medidas de isolamento social. Por gravidade, Mossoró acaba arcando não apenas com o risco de avanço da pandemia, mas também de colapso na rede de saúde, uma vez que os municípios estão mandando pacientes para as unidades de saúde da cidade.

“Nós estamos analisando essa questão, principalmente com relação ao Estado do Ceará, onde o fluxo de entrada em Mossoró continua bastante elevada”, disse a prefeita Rosalba em entrevista ao JORNAL DE FATO. “Mas, temos, também, que observar outras situações, para não penalizarmos nossos vizinhos”, ressaltou.

A prefeita, baseada no estudo que é feito diariamente pela chamada “comissão da crise”, decidiu prorrogar as medidas restritivas por mais 15 dias. A decisão foi baseada no número de infectados que aumentou nos últimos dias e, também, na taxa de isolamento que baixou em todo o Estado.

Dessa forma, parte do comércio de Mossoró continuará fechado por mais duas semanas, como lojas de departamento, calçados, eletrodomésticos, papelaria, entre outras. Também permanecerão fechados os bares, restaurantes, clubes, templos religiosos e outros ambientes que sugerem aglomeração.


DeFato
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.