Paciente de Ipanguaçu (RN) com suspeita de Covid-19 veio a óbito à espera de uma UTI


Uma paciente suspeita de ter contraído o novo Coronavírus morreu sábado, 2 de maio, no município de Ipanguaçu, região Oeste do Rio Grande do Norte, enquanto aguardava vaga num leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ou de estabilização com respirador mecânico. Segundo a secretária de Saúde da cidade, Wanderly Bertoldo Nunes, a paciente deu entrada em estado grave numa Unidade de Saúde local na sexta-feira, dia 1º de maio, e ficou em uma sala de isolamento por mais de 24 horas aguardando a transferência para um hospital estadual. Entretanto, ainda segundo Nunes, a equipe de Regulação de Leitos da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) afirmou que não havia vaga em leitos com respiradores disponível. O resultado do exame da vítima saiu nesta terça-feira, 5, e confirmou que ela havia contraído o Coronavírus.
Segundo informações obtidas com exclusividade pela TRIBUNA DO NORTE com fontes envolvidas no processo, no dia em que a paciente morreu, a região Oeste possuía leitos com respiradores disponíveis nos Hospitais São Luiz e Tarcísio Maia, ambos em Mossoró, e referenciados para o atendimento dos casos graves de coronavírus na região. No Hospital São Luiz havia quatro leitos vagos e seis ocupados. Eles foram abertos no dia 1º de maio, no dia em que a vítima de Ipanguaçu foi internada numa unidade de saúde da própria cidade. A reportagem conseguiu identificar que dois leitos estavam vagos no Tarcísio Maia na mesma data.
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.