Apendicite: conheça alguns sinais que podem indicar o problema

Você provavelmente já ouviu falar de alguém que, após uma dor abdominal intensa, precisou ser operado com urgência para tratar uma apendicite. Esse quadro clínico é realmente muito grave e precisa de atenção emergencial.

''Apendicite é a inflamação do apêndice, um pequeno órgão linfático, localizada no ossinho do lado direito do abdômen e que tem uma função mínima na fase infantil mas que nos adultos já não existe'', explica a cirurgiã geral do Hapvida, Dra. Aline Quirino.

Esse órgão parecido com o dedo de uma luva, localizado no ceco, a primeira porção do intestino grosso, costuma apresentar o quadro inflamatório-infeccioso característico mais frequentemente entre os 15 e 35 anos de idade.

A especialista da saúde afirma ainda que quando acontece é de uma hora para a outra e precisa necessariamente de cirurgia.

''Em caso de dor forte e localizada do lado direito na parte baixa do abdômen, procure ajuda imediatamente, pois apendicite pode evoluir em algumas horas e levar à morte se o paciente não for tratado a tempo''.

A médica esclarece que esses casos são bem raros em bebês e idosos, mas que podem acontecer. A Falta de apetite é o principal sintoma da apendicite, incluindo também febre, dor intensa na região, diarreia e vômitos.

' Infelizmente, não melhora com medicação. Pode chegar a aliviar os sintomas, mas tudo volta. O melhor a se fazer é procurar assistência médica o mais rápido possível''.

Uma questão que muito é levantada é sobre a prevenção e a Dra Quirino diz que não há como deduzir quando essa emergência irá acontecer.

''Mas, sabemos que uma alimentação saudável é benéfica para todo o trato gastrointestinal e pode prevenir uma infecção que gera a infecção, mas não pode impedir a inflamação diretamente'', finaliza a médica.

Mossoró Hoje



Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.