Flamengo 'amassa' o Botafogo no segundo tempo, vence por 2 a 0 e assume a liderança da Taça Guanabara. Com gols de Rodrigo Muniz, que entrou no lugar de Pedro, machucado, e Hugo Moura, a equipe de Maurício Souza bateu facilmente o Alvinegro

 CARIOCÃO

 Botafogo e Flamengo se enfrentam no estádio Nilton Santos,  pela quinta rodada do Campeonato Carioca 2021Botafogo e Flamengo se enfrentam no estádio Nilton Santos, pela quinta rodada do Campeonato Carioca 2021

Em noite recheada de jovens nos dois times, Botafogo e Flamengo se enfrentaram no Nilton Santos pela quinta rodada da Taça Guanabara. E a vitória foi rubro-negra. Com gols de Rodrigo Muniz, que entrou no lugar de Pedro, machucado, e Hugo Moura, a equipe de Maurício Souza venceu o Alvinegro sem sustos.
 
Com a vitória, o Flamengo assumiu a liderança da tabela da Taça Guanabara, com 12 pontos, sendo quatro vitórias e uma derrota. Já o Botafog, com seis pontos, caiu para a sétima colocação.
 
O primeiro tempo não foi de grandes emoções e repleto de jogadas ruins, principalmente no lado do Botafogo. O Flamengo teve a maior posse de bola na etapa inicial, mas não conseguia transformar em chances de gol. O cenário rubro-negro parecia piorar aos dez minutos, quando Pedro colocou a mão na parte do adutor da coxa esquerda, fez sinal para ser substituído e deu lugar para Rodrigo Muniz.
 
A preocupação dos torcedores deu lugar à alegria instantes depois, mais precisamente aos 23 minutos. Em um lance de Vitinho que não deu muito certo, a bola sobrou na frente da área, Michael ajeitou de cabeça, Muniz ganhou no corpo de Benevenuto e finalizou de direita na saída de Douglas Borges para marcar o quinto gol em cinco jogos no Estadual, sendo o artilheiro da equipe na competição.
 
O nível técnico do Flamengo no segundo tempo foi melhor e "amassou" o Botafogo. Nos três minutos iniciais, o Rubro-Negro teve duas ótimas chances de ampliar o marcador. A primeira foi com João Gomes. Renê entregou no pivô para Muniz, que acabou desarmado. Na sequência, o jovem volante finalizou da entrada da área, de trivela, e carimbou o travessão de Douglas Borges.
 
Logo depois, João Gomes votou a levar susto à meta alvinegra. Michael entregou dentro da área para Vitinho, que fez o corta-luz inteligente e deixou para o camisa 35, que dessa vez dominou antes de finalizar firme, e Douglas Borges espalmou.
 
Aos 11, quase um golaço do Flamengo de pé em pé. Michael entregou para Vitinho, que deu em Muniz, que passou de primeira para João Gomes. O volante, já dentro da área, bateu de primeira, e Douglas Borges salvou o Botafogo de novo. Aos 20, a situação, que já era ruim para o Alvinegro, piorou. Logo na sequência do lance em que o time de Chamusca pediu pênalti, Léo Pereira lançou Muniz, que ganhou de Kanu na corrida e teve a camisa puxada. Árbitro não pensou duas vezes e mostrou o segundo amarelo para o zagueiro, que foi para o chuveiro mais cedo.
 
om a vantagem técnica e numérica, o Flamengo tirou proveito e fechou o caixão aos 40 minutos. Na cobrança de falta que pareceu ensaiada pela direita, Matheuzinho foi lançado, invadiu a área com liberdade e rolou para trás. A bola desviou no meio do caminho e encontrou Hugo Moura na entrada da área. O volante solta um chute forte de canhota e fuzilou as redes do Botafogo.
 
O Flamengo volta a campo no sábado para pegar o Boavista, em Bacaxá, às 21h05, pela sexta rodada da Taça Guanabara. No mesmo estádio, mas no domingo, o Botafogo pegará o Nova Iguaçu, às 18h. Lembrando que no Rio de Janeiro (capital) e em Niterói os jogos não podem ser realizados do dia 26 de março até 4 de abril por conta das medidas de restrição para combater a Covid-19.
 
 
(Por O Dia)
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.