Presidente Jair Bolsonaro ‘dobra a meta’ em número de filhos investigados

 

No Brasil do mais do mesmo, os filhos dos presidentes seguem dando trabalho. Não aos pais, que nunca se movimentaram para impedir, mas ao Brasil.

Filha do então predidente José Sarney, a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney foi denunciada por suposto esquema fraudulento de isenções fiscais concedidas a empresas…

Paulo Henrique Cardoso, filho do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, foi investigado por compra de termelétrica e por sociedade considerada ilegal com grupo da Disney…

Os Lulinhas – Luís Cláudio da Silva e Fábio Luís da Silva – foram investigados pela associação de milhões em dinheiro público com as empresas compradas por eles como a LFT Marketing Esportivo e a Gamecorp.

Nada foi encontrado contra Paula, a filha da ex-presidente Dilma Rousseff.

Maristela Temer, filha do ex-presidente Michel Temer, foi investigada pela reforma de sua casa supostamente paga com propina da JBS ao pai Michel.

Sarney, FHC e Temer tiveram UM filho investigado.

Lula dobrou a meta, com DOIS filhos investigados.

Agora Bolsonaro dobrou a meta de Lula, com QUATRO filhos investigados.

E se vale acrescentar, tem o caso ainda dos cheques recebidos por Michelle, mulher do presidente.

Mas no noticiário deste domingo, os investigados são os filhos da bola da vez: Jair Bolsonaro.

Além do zero 4, o caçula Jair Renan, os outros 3 filhos do presidente Jair Bolsonaro estão sendo investigados.

O assunto tomou conta dos jornais deste domingo.

Fonte: O Globo.

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.