Santos vence o San Lorenzo e fica mais perto da fase de grupos da Libertadores. Com grande atuação no primeiro tempo, o Peixe venceu o San Lorenzo por 3 a 1 na Argentina e pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta, dia 13

 LIBERTADORESSan Lorenzo x Santos

 Ângelo comemora o terceiro gol do Santos diante do San Lorenzo (Foto: AFP)

 Com uma grande atuação no primeiro tempo, o Santos venceu o San Lorenzo por 3 a 1 na noite desta terça-feira, no estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires, e abriu vantagem na disputa por uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores. Lucas Braga, Marinho e Ângelo fizemos os gols do Peixe, Angel Romero descontou.

 Com o resultado, o time comandado pelo técnico Ariel Holan pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta, dia 13, em Brasília, para confirmar a vaga ou por 2 a 0. Se perder por 3 a 1 a decisão vai para os pênaltis. O San Lorenzo só se classifica em caso de vitória por três gols de diferença ou por dois gols tendo feito ao menos quatro (4 a 2, 5 a 3).

O jogo

Mesmo jogando fora de casa, o Santos não se intimidou e começou o jogo com a posse de bola enquanto o San Lorenzo apostou nos contra-ataques. O primeiro gol do Peixe saiu logo aos sete minutos. Luan Peres fez lindo desarme no meio-campo e lançou para Lucas Braga. O atacante invadiu a área, driblou um zagueiro e chutou no canto esquerdo do gol de Devecchi. Golaço!

Mesmo em vantagem, o Santos seguiu melhor em campo e controlando a posse de bola. O San Lorenzo ficou na defesa esperando a chance de um contra-ataque. Em um deles, aos 32 minutos, Pittón recebeu na área, mas foi travado por Kaiky Fernandes na hora do chute. Na sobra, o próprio Pittón tentou novamente, mas chutou para fora.

O Peixe ampliou em uma jogada linda. Mesmo pressionada, a equipe saiu tocando da defesa, Gabriel Pirani recebeu no meio e deu lindo passe para Marcos Leonardo, que fez o facão, tentou driblar o goleiro e sofreu pênalti. O atacante Marinho cobru com força e fez o segundo.

O segundo tempo começou como o primeiro, com o Santos com o controle da posse de bola e mais perigoso. Aos 12 minutos, Pará tabelou com Marinho e cruzou, Lucas Braga ganhou pelo alto e cabeceou, mas o goleiro Devecchi fez grande defesa e evitou o terceiro. Aos 18, Lucas Braga deu bom passe para Marcos Leonardo, que bateu cruzado, mas o goleiro Devvechi defendeu.

No único momento em que o Santos bobeou, o San Lorenzo diminuiu. Aos 25 minutos, em jogada que começou com uma cobrança de lateral nas costas da zaga, o paraguaio Angel Romero recebeu na área e chutou, João Paulo ainda tocou na bola, mas ela entrou.

O Peixe sentiu o gol e caiu de rendimento. O técnico Ariel Holan demorou para mudar a equipe e o San Lorenzo teve chances para empatar, mas parou no goleiro João Paulo.

Após as mudanças de Holan, o Santos cresceu mais uma vez e quase ampliou aos 46 minutos, em chutes de Soteldo e do garoto Ângelo. Aos 48, Ângelo aproveitou rebote do goleiro Devecchi e fez o terceiro do Peixe. Ele se tornou o jogador mais jovem a fazer um gol na história da Copa Libertadores.

FICHA TÉCNICA
SAN LORENZO 1 X 3 SANTOS

Estádio: Nuevo Gasometro, em Buenos Aires
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)

Cartões amarelos: Diego Rodríguez
Gols: Lucas Braga, aos 7' 1ºT, Marinho, aos 45' 1º T, Angel Romero, aos 25' 2ºT e Ângelo, aos 48' 2ºT

SAN LORENZO
Devecchi; Andrés Herrera, Alejandro Donatti, Braghieri, Bruno Pittón; Palacios (Oscar Romero, aos 3o' 1ºT), Diego Rodríguez (Elias, aos 25' 2ºT), Juan Ramírez; A. Romero, Di Santo e Franco Troyansky (Fernandez, aos 25' 2ºT). Técnico: Diego Dabove

SANTOS
João Paulo, Pará, Kaiky Fernandes, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Vinícius Balieiro e Gabriel Pirani (Soteldo, aos 38' 2ºT); Marinho (Ângelo, aos 38' 2ºT), Marcos Leonardo (Bruno Marques, aos 38' 2ºT) e Lucas Braga (Madson, aos 48' 2ºT). Técnico: Ariel Holan

 

(Por:Diário Do Peixe/Lance!)

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.