Deputado General Girão está mais preocupado em dar golpe de estado do que em salvar vidas

 

O deputado federal General Girão (PSL), entre uma preocupação e outra com outdoors do presidente Jair Bolsonaro, tem um foco na sua atuação política: ajudar a dar um golpe de estado.

A pandemia é um assunto irrelevante na sua atuação política a não ser que seja para atacar a governadora Fátima Bezerra (PT) com as duas fake news clássicas do bolsonarismo potiguar: 1) ela desviou R$ 5 milhões em compras de respiradores (o MP de Contas já descartou essa possibilidade); 2) a petista torrou R$ 18 bilhões que vieram para covid-19 (o TCE apontou que foi R$ 1,1 bilhões dos quais R$ 750 milhões para livre aplicação).

Há uma semana Girão estava na linha de frente das manifestações golpistas que reuniram um grande número de pessoas nas ruas de Natal. Ele bateu de frente com o vírus quando deveria estar de mãos dadas na luta por mais vacinas.

Ontem a Tribuna do Norte registrou que 90 mil potiguares estão sem a segunda dose, mas para Girão o mais importante neste momento é dar um chega para lá nas instituições democráticas “autorizando” Bolsonaro a dar um golpe de estado.

Não vai rolar, deputado.

 Fonte: Blog do Barreto

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.