Romário é acusado por Cabral de receber quantia milionária para apoiar governador preso por corrupção. Romário deveria ter permanecido no futebol…

 BRASIL,  POLÍTICA

Preso desde 2016, o Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro, está explodindo o mundo político com suas recentes delações, que já contam com 900 páginas, e abrange nomes como o juiz do STF Dias Toffoli, acusado de receber dinheiro para tomar decisões judiciais a favor de aliados de Cabral, e para a infelicidade de milhões de brasileiros, Cabral citou até o ex-jogador e hoje senador Romário.

Como apurou a CNN, Sérgio Cabral delatou que Romário recebeu R$ 3,5 milhões para apoiar o candidato a governador e sucessor de Cabral Fernando Pezão, que também virou governador do RJ, e também foi preso por corrupção. De fato, Romário apoiou Pezão. Ainda de acordo com a matéria da CNN: ”o pagamento teria sido viabilizado por Hudson Braga, então subsecretário estadual de Obras do governo. Para isso, Braga teria usado a estrutura financeira montada no governo Cabral, a chamada “taxa de oxigênio”, 1% do valor de contratos públicos pagos pelas empreiteiras como forma de propina”. Hudson Braga também foi preso em 2016.


(Por:News Atual)

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.