São Paulo desperdiça pênalti e só empata com o Rentistas pela Libertadores. Tricolor marcou com Orejuela, e González Lamas igualou o placar para o time uruguaio; Vitor Bueno perdeu chance da marca da cal

 LIBERTADORES

Rentistas x São Paulo

O São Paulo empatou com o Rentistas na noite desta quarta-feira (29), por 1 a 1 e com isso retomou a liderança do Grupo E da Libertadores . Orejuela marcou para o São Paulo, mas Lamas empatou. Vitor Bueno ainda desperdiçou um pênalti no começo do segundo tempo e o goleiro Rossi fez grandes defesas.

Com esse resultado, o Tricolor retomou a liderança do Grupo E, com oito pontos, mas com dois gols a mais no saldo de gols, enquanto o Rentistas é o terceiro colocado, com três pontos conquistados. Agora, o clube do Morumbi tem as quartas de final do Paulistão contra a Ferroviária, na sexta-feira (14), no Morumbi.

Jogo começa com um gol para cada lado
O primeiro tempo iniciou agitado, com os dois times procurando o ataque. Logo aos três minutos, o São Paulo chegou ao gol. Igor Gomes cobrou escanteio na primeira trave, e o lateral-direito Orejuela, estreante da noite, se antecipou e abriu o placar.

Com o gol sofrido, o Rentistas partiu para cima e quase empatou aos seis minutos. Rodríguez aproveitou cruzamento em cobrança de falta e Lucas Perri fez ótima defesa. No entanto, os uruguaios empataram logo depois. Com 12 minutos, González Lamas bateu de primeira após cobrança de escanteio e marcou o gol de empate.

São Paulo assusta com Rojas e Welington
Depois dos dois gols rápidos, o jogo deu uma esfriada, sendo bem estudado no meio-campo. Fratta bateu falta de fora da área, mas a bola passou longe do gol de Lucas Perri. O São Paulo assustou com 22 minutos. Rojas recebeu de Vitor Bueno e chutou de primeira. A bola desviou na zaga do Rentistas e quase entrou, passando perto da trave do goleiro Rossi.

O Tricolor seguiu na pressão e quase aproveitou o vacilo da zaga uruguaia para marcar. Fratta errou o domínio, Welington fez jogada individual pela esquerda, driblou o primeiro marcador, invadiu a área e chutou com força. Rossi caiu e fez a defesa em dois tempos.

Rentistas tentam na bola aérea
O jogo ia passando e o São Paulo não conseguindo impor seu ritmo habitual no Uruguai. Com isso, os uruguaios cresceram e tentaram levar perigo em lances de bola parada. Aos 32 minutos, Pérez cobra falta na primeira trave, e Igor Gomes mandou para lateral.

Um minuto depois, nova falta lateral, essa com cartão amarelo para Welington. Paiva bateu a cobrança e a defesa são-paulina afastou novamente.

São Paulo tem duas chances de marcar
​Nervoso e aparentando falta de entrosamento, as chances do São Paulo eram poucas. O time voltou a assustar o Rentistas somente aos 37 minutos. Em contra-ataque, Vitor Bueno arriscou chute da entrada da área, e Rossi caiu para defender facilmente.

Cinco minutos depois, Talles sofreu falta na entrada da área. Na cobrança, Rodrigo Nestor bateu a falta direta para o gol, e a bola subiu muito, saindo para tiro de meta.

Segundo tempo começa São Paulo perde pênalti
O começo do segundo tempo foi de um São Paulo agitado e que teve grande chance de marcar. Com menos de um minutos, Rojas cruzou bola na área e Sosa colocou a mão na bola. Pênalti para o Tricolor. Na cobrança, Vitor Bueno bateu com força, mas Rossi fez grande defesa.

O Rentistas teve ânimo e quase marcou o segundo gol. Aos dois, Rodríguez aproveitou cobrança de falta para dentro da área, desviou para o gol e quase surpreendeu Perri. A bola passou raspando a trave direita do goleiro.

São Paulo continua em cima
O jogo continuou bom para o São Paulo, que pressionava o Rentistas. Aos sete, Orejuela cruzou bem perto do gol de Rossi e a bola quase caiu atrás do goleiro, assustando o time uruguaio. Quase o segundo gol do estreante.

Pouco tempo depois, aos dez, Vitor Bueno driblou o goleiro, mas perdeu o ângulo e tentou o chute cruzado. A bola saiu pela lateral após desvio, sem perigo a meta do goleiro Rossi.

Rentistas bobeia, mas Tricolor não aproveita
Aos 18 minutos, um lance curioso. Sosa recuou para Rossi ao ser pressionado por Galeano e o goleiro pegou a bola com a mão. Falta em dois lances dentro da área muito perigosa para o São Paulo.

Na cobrança, após muita reclamação, Igor Gomes rolou a bola para Welington, que encheu o pé. A bola explodiu no goleiro Rossi e a zaga do Rentistas afastou o perigo. Depois do lance, Crespo lançou duas caras novas: o atacante Paulinho Boia e o meia Shaylon.

Nestor quase marca um golaço no Centenário
O Rentistas não pressionava o São Paulo, que continuava na busca pelo segundo gol, que classificaria o time para as oitavas de final da Libertadores. Aos 30, Diego Costa desviou cobrança de escanteio, mas a bola subiu muito e saiu pela linha de fundo.

Dois minutos depois, quase uma pintura no Centenário. Rodrigo Nestor fez fila na entrada da área, passou por três jogadores e quase fez um golaço. O goleiro Rossi defendeu o chute do jovem jogador.

Rossi e zagueiro salvam o Rentistas novamente
O São Paulo continuava na pressão, mas tinha um jogador que atrapalhava o ataque: o goleiro Rossi. Aos 39, Welington arriscou de fora da área, a bola foi no ângulo e Rossi fez grande defesa, jogando a bola pra escanteio.

Aos 44, mais uma chance inacreditável. Rossi pegou novamente um recuo com a mão, sendo marcado um tiro livre indireto. Na cobrança, Hernanes bateu forte, mas Cristóbal salvou o gol em cima da linha. Fim de jogo no Uruguai, com retomada de liderança no Grupo E da Libertadores. 


Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.