Flamengo vence o América e Gerson fala em tom de saída: "espero um dia voltar." Com gols de Bruno Henrique e Muniz, Rubro-Negro aplica 2 a 0 e chega aos seis pontos

 BRASILEIRÃO

 Flamengo domina, vence o América-MG e mantém 100% de aproveitamento no Brasileirão

 Flamengo domina, vence o América-MG e mantém 100% de aproveitamento no Brasileirão

 Mesmo com muitos desfalques, o Flamengo não encontrou dificuldades para alcançar a segunda vitória no Brasileirão. Na tarde deste domingo, no Maracanã, o Rubro-Negro venceu o América-MG por 2 a 0 e manteve o 100% de aproveitamento na competição. Os gols da partida foram marcados por Bruno Henrique e Rodrigo Muniz.

Com o resultado, a equipe chegou aos seis pontos e assumiu provisoriamente a terceira colocação da tabela. Vale lembrar que o Flamengo tem um jogo a menos que os rivais. O América-MG, por sua vez, segue sem pontuar e na 19ª posição.

A partida marcou um dos últimos jogos no Flamengo de Gerson, que falou, após a partida. "Realizei o sonho de estar vestindo o Manto Sagrado. Está acabando, espero um dia voltar, mas sou muito feliz por tudo que vivi aqui dentro. Espero que o Flamengo continue conquistando muitas coisas e espero voltar para vestir a camisa tão sonhada. É uma camisa que muitos sonham e eu tive privilégio de vestir", disse ele.

Ele tem mais três jogos antes do adeus. "Estou deixando para pensar nisso depois, tenho mais 3 jogos pelo Flamengo. É continuar trabalhando firme, tenho dever a cumprir", afirmou.

BH CHAMA A RESPONSABILIDADE

Sem Gabigol, Pedro e Arrascaeta, o Flamengo viu Brunho Henrique assumir o papel de protagonista do primeiro tempo. Principal nome de referência no ataque rubro-negro, o camisa 27 chamou a responsabilidade e participou da maioria das jogadas ofensivas da equipe. Logo aos quatro minutos de jogo, ele recebeu lançamento de Willian Arão, driblou o goleiro adversário e sofreu pênalti, que acabou sendo anulado após o VAR apontar impedimento.

Diante de um América-MG bem fechado, Bruno Henrique voltou a levar perigo pelo jogo aéreo em escanteio cobrado por Vitinho, mas o cabeceio foi defendido por Cavichioli. Em seguida, aos 23', a dobradinha entre os dois atacantes funcionou novamente e abriu o placar: Vitinho roubou a bola na defesa, puxou contra-ataque e abriu para Bruno Henrique na esquerda. Ele levou para o meio, tabelou com o próprio Vitinho e saiu na cara do gol para bater no canto do goleiro. 

FLA NÃO CRIA, MAS MANTÉM CONTROLE

Com a vantagem no marcador, o Flamengo seguiu com a mesma estratégia de manter a posse de bola e buscar os espaços na defesa adversária, mas não chegou a criar mais lances de perigo. Ao mesmo tempo, equipe foi pouco ameaçada defensivamente e conseguiu manter a liderança no placar até o fim do primeiro tempo sem maiores dificuldades. 

 MUNIZ AMPLIA A VANTAGEM

Na volta do intervalo, o cenário se tornou ainda melhor para o Flamengo. O América-MG fez substituições ofensivas e passou a oferecer mais espaços na defesa. No início do primeiro tempo, o Rubro-Negro levou perigo em lances de Bruno Henrique, Gerson e Rodrigo Muniz, mas o segundo gol saiu apenas aos 21 minutos.

Vitinho recebeu lançamento de Filipe Luís e escorou de primeira para Rodrigo Muniz. O jovem recebeu na entrada da área, girou com velocidade para cima do marcador e chutou cruzado para balançar as redes pelo segundo jogo consecutivo.

FICHA TÉCNICA
Flamengo 2 x 0 América-MG - 3ª rodada do Brasileirão 2021

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 13 de junho, às 16h (de Brasília)
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa/SC) e Helton Nunes (SC)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Gols: Bruno Henrique (1-0, 23'/2ºT) e Rodrigo Muniz (2-0, 21'/2ºT)

Cartão amarelo: Nenhum
Cartão vermelho: Nenhum

FLAMENGO (Técnico: Mauricio Souza)

Diego Alves, Matheuzinho, Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís (Renê, 43'/2ºT); Diego, Gerson, Vitinho (João Gomes, 30'/2ºT) e Michael; Bruno Henrique (Max, 43'/2ºT) e Muniz (Ryan Luka, 40'/2ºT).

AMÉRICA-MG (Técnico: Lisca)

Matheus Cavichioli; Diego Ferreira (Ricardo Silva, 8'/2ºT), Eduardo Bauermann, Anderson e João Paulo; Juninho Valoura, Gustavo (Ribamar, 0'/2ºT) e Juninho (Eduardo, 8'/2ºT); Alê, Ademir (Felipe Azevedo, 35'/2T) e Bruno Nazário (Yan Sasse, 31'/2ºT).

 

(Por 

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.