TJRN nega novo pedido contra o prefeito Sael Melo, mas o prefeito pode voltar no prazo final diz desembargador.





O desembargador Claudio Santos disse hoje no plenário que o ministério público tinha que se pronunciar que até agora não tinha nenhuma prova concreta para afastar o prefeito Sael Melo, e não iria mais dá nenhum prazo após os 90 dias.
O desembargador deu a entender que já houve casos assim e não teria dado em nada e até agora o ministério público não tinha se pronunciado. 
Enquanto isso a cidade de Porto do Mangue vive dias de insegurança e instabilidade política e administrativa, o que é péssimo para a população. Não entendendo porque essa instabilidade, porque depois que o prefeito interino Faustino está a frente da prefeitura já entrou nos cofres públicos quase 20 milhões de reais e a cidade ainda vive dias de insegurança e instabilidade administrativa? 
Não estou entendendo nada.

Veja o vídeo o que o desembargador falou:



Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.