CRUELDADE! Morre bebê supostamente estuprada por padrasto; mãe também é presa

 


A pequena Mariah Eliza da Silva, de apenas 6 meses, não resistiu a um quadro de pneumonia e morreu depois de várias paradas cardíacas na madrugada desta quinta (10/3). Ela supostamente foi vítima de estupro e abuso sexual por parte do namorado da mãe de 31 anos, que é ex-presidiário, na terça (8/3). Tanto o homem quanto a mãe foram presos.

A reportagem do RD News apurou que Mariah seria transferida para uma UTI neonatal, mas apresentou problemas respiratórios, foi intubada, teve paradas cardíacas e não resistiu. Ela estava internada no Hospital Vale do Guaporé em Pontes e Lacerda, em Mato Grosso.

A investigação da Polícia Civil de Pontes e Lacerda também chegou ao relato de que a mãe do bebê supostamente tentou atrapalhar o trabalho da equipe médica depois de ser comunicada de que a filha passaria pelos exames.

Conforme a denúncia e a Polícia Civil, os médicos do Hospital Vale do Guaporé acabaram descobrindo que o bebê havia sofrido abuso sexual devido as lacerações nos órgãos sexuais, após a mãe levar a filha, que tem autismo, até a unidade.

A mãe da bebê também foi encaminhada à unidade policial, foi ouvida pelo delegado Matheus Prates de Oliveira e foi presa. Para a autoridade, ela declarou que tinha um relacionamento com o suspeito há dois meses, desde que ele havia saído de uma unidade prisional.

A mulher disse também que não confiava no companheiro, pois sempre que ele fazia uso de substância entorpecentes, gostava de pegar a bebê no colo e de brincar com a outra filha dela, de sete anos.

(Metrópoles) / Sobral 24 Horas
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.