Jacó Jácome volta a cobrar implantação de piso salarial para enfermeiros

 

A implantação de um piso salarial para os profissionais da enfermagem voltou a pautar o pronunciamento do deputado Jacó Jácome (PSD), na Assembleia Legislativa. Nesta quarta-feira (30), durante sessão plenária, o parlamentar reforçou a importância do projeto que tramita na Câmara Federal.

“Quero frisar novamente uma luta que venho travando sobre os enfermeiros que reivindicam aqui no Estado um piso salarial em nível nacional – matéria que já tramita há anos na Câmara e que, pela sinalização do presidente daquela Casa Legislativa, já houve acordo dos partidos em pautar a urgência desse projeto que implementa um piso salarial justo de R$ 4.700,00, assim como uma nova carga horária de trabalho”, disse Jacó.

Segundo o deputado, ele apresentou no ano passado um projeto de igual teor em nível estadual, mas que foi considerado inconstitucional por não haver ainda a aprovação em nível nacional. Ainda de acordo com Jacó, a luta da categoria é legítima e se tornou ainda mais evidente durante a pandemia do novo Coronavírus, momento em que a classe teve atuação destacada no combate à Covid-19.

“Há uma grande expectativa pela votação da urgência da matéria na Câmara Federal e sua consequente aprovação em plenário. Os profissionais da saúde merecem e precisam dessa valorização. Aproveito a oportunidade para novamente requerer o envio de ofício ao presidente da Câmara Federal para que paute o projeto ainda esse ano e consigamos conquistar essa vitória, algo que não é favor político, mas sim reconhecimento a essa categoria”, declarou o parlamentar.

Ao final do pronunciamento, o deputado destacou ainda os resultados de uma pesquisa científica recém-publicada que apontam para um desgaste de 70% da classe de saúde do Brasil. “Chegaram a um elevado nível de estafa em razão da alta carga de trabalho sem um salário digno. Isso demonstra a necessidade premente da implantação do piso e nós iremos continuar cobrando para que esse projeto se torne realidade”, concluiu Jacó.

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.