Rio Grande do Norte está com 7 pré-candidatos a governador confirmados

 


Os partidos políticos têm praticamente três meses para definição e homologação dos candidatos majoritários às eleições de outubro, mas já são sete os postulantes ao cargo de governador do Rio Grande do Norte. A governadora Fátima Bezerra, que é filiada ao Partido dos Trabalhadores (PT) e buscará a reeleição com apoios, até agora, do PC do B -  partido do vice-governador Antenor Roberto de Medeiros, e ainda PSB, PV, PDT, PROS, Republicanos e MDB, que indicará como companheiro dela para vice o deputado federal Walter Alves. 

Está confirmada também a candidatura do ex-deputado Fábio Dantas, pelo Solidariedade, com apoio do PL e deve contar também com o PTB, PSC e PP. O PSDB e o União Brasil discutem os rumos que vão tomar. A tendência do União Brasil é a oposição.

Partidos de oposição ao grupo da governadora, além do ex-vice-governador Fábio Dantas, lançarão ainda outros cinco candidatos a governador do Estado,  que são: o empresário Haroldo Azevedo (PATRIOTA),   a vereadora de Grossos, Clorissa Linhares (Brasil 35), o influencer digital Wesli Dantas (DC) e os esquerdistas Rosália Fernandes (PSTU) e Danniel Morais (PSOL). 

O pré-candidato Fábio Dantas aposta no apoio de pelo menos 120 prefeitos e no fato de o PT nunca ter vencido uma eleição majoritária em Natal, maior colégio eleitoral do Estado, com mais de 575 mil eleitores para alavancar sua pré-candidatura, além do apoio de partidos bolsonaristas e de todos os segmentos políticos: “Todo apoio é bem-vindo, eu quero apoio do centro, da esquerda insatisfeita com o governo Fátima”, dizia ele, quando se lançou pré-candidato. 

Em meio a essas pré-candidaturas, uma decisão mais aguardada é a do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), que continua em silêncio, sem anunciar apoio à Fátima Bezerra ou a Fábio Dantas, mas a bancada tucana na Casa dividiu-se ao meio no apoio aos dois, vez que os deputados Galeno Torquato, Getúlio Rego, Gustavo Carvalho, José Dias, Nelter Queiroz e Tomba Farias fazem oposição sistemática ao governo, e  os deputados Albert Dickson, Ezequiel Ferreira, Doutor Bernardo, Kleber Rodrigues, Raimundo Fernandes e Ubaldo Fernandes a acompanham o governo.  

Para o senado também serão sete nomes disputando um única vaga no RN: Rogério Marinho (PL), Carlos Eduardo (PDT), Rafael Motta (PSB), Robério Paulino, Freitas Júnior ou Gláucio Tavares (PSOL), Ney Lopes (Brasil 35), Dario Barbosa (PSTU) e Shirlei Medeiros (DC)

 Tribuna do Norte.

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.