COMPRA DE VOTOS E PRISÃO ACONTECE NA ELEIÇÃO SUPLEMENTAR EM CEARÁ MIRIM


Apoiadores do candidato Ronaldo Venâncio (PV) nas eleições suplementares de Ceará-Mirim, o vereador do município, João do Ônibus (PHS) e um motorista, foram presos no fim da manhã deste domingo (1), por transporte irregular de eleitores e por compra de votos.


 A acusação foi alvo de prisão por crime eleitoral nas eleições suplementares do município da Grande de Natal, que ocorre neste 1º de dezembro. Foi lavrado o flagrante pela Polícia Civil e foi realizada a gravação de vídeo no momento da detenção, no distrito de Jacoca, zona rural da cidade.
Os detidos não foram liberados pela Polícia Civil e serão encaminhados para a Justiça Eleitoral, que vem sendo muito acionada no pleito deste município.
O candidato Ronaldo Venâncio recebeu a notícia de indeferimento de liminar em agravo de instrumento do juiz Roberto Guedes, neste sábado (30), quando tentou suspender decisões de reprovações de suas contas enquanto presidente da Câmara Municipal de Ceará-Mirim.
Ronaldo Venâncio continua impugnado e com embargo de declaração já julgado improcedente, com oito reprovações no TCE (Tribunal de Contas do Estado). Os votos para coligação de Ronaldo serão considerados inválidos. O prazo para fazer a substituição na Coligação “Reconstruir Ceará-Mirim” (PT/DEM/PL/PV/PSDB) encerrou no último dia 11. 

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTARIO

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário