Que lições essa prova de São Silvestre de 2019 nos deu! (veja o vídeo)


Para inúmeras circunstâncias e cenários das nossas vidas. Sob a ótica do vencedor, do perdedor e do narrador!
- até se chegar ao fim, nada está ganho! Nem perdido! E quem observa deve estar atento aos detalhes, pois o que parece certo, às vezes não é. E vice-versa!
- na competição, nos negócios, nos projetos pessoais, nos relacionamentos, nos esportes, não relaxar, nem desistir, nunca!
- o sucesso dá sono.
- a vida premia o esforço.
- o foco é o foco. Perdê-lo é um perigo. Mantê-lo é um diferencial. Não vê-lo é uma acomodação e sinal de displicência.
- cochilou, o cachimbo cai.
- tem sempre alguém atrás para roubar (o verbo certo não é esse e está sendo usado no sentido figurado) conquistas, troféus e medalhas de competidores que agem como se tudo estivesse consumado.
- narrador e comentarista (e a opinião dos outros em geral), não garantem o sucesso nem a vitória de ninguém. E eles muitas vezes não conseguem enxergar o que está acontecendo na velocidade necessária e também mudam de sentido e direção dos seus comentários, ante os novos cenários e circunstâncias.
- um segundo (as vezes menos que isso) podem e fazem toda a diferença e podem ser marcantes para toda a nossa vida. Para ganhar ou para perder. Ou para o narrador sonolento.
- Sucesso não ocorre por acaso. Exige preparo, trabalho e sorte (que nada mais é do que uma conspiração do universo que faz a oportunidade se encontrar com o preparo e o trabalho).

- subestimar os competidores (ou a concorrência) é sempre um grande risco.

# Compartilhar

DEIXE SEU COMENTARIO

    Blogger Comentario
    Facebook Comentario

0 comentários:

Postar um comentário