Irmãos condenados por matar menino de um ano no RN fogem da cadeia


Fuga aconteceu na Cadeia Pública de Mossoró, no Oeste potiguar — Foto: Assessoria de Imprensa/Sejuc
 Julgamento aconteceu em Mossoró — Foto: Iara Nóbrega/Inter TV Costa Branca
 
 Anthony Calleb Bezerra da Silva tinha 1 ano e meio — Foto: Arquivo da família
Os irmãos Jefferson de Melo Nogueira e Geovani de Melo Nogueira, condenados há dois meses pela morte de um bebê um ano em Mossoró, fugiram da cadeia nesta segunda-feira (4). Os dois cumpriam pena na cadeia pública da cidade, no Oeste potiguar, de onde escaparam mais cinco presos na mesma ocasião.
A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) confirmou a fuga dos sete detentos e disse que determinou a abertura de um processo administrativo para apurar o caso.
A fuga aconteceu durante o banho de sol, momento em que os sete pularam o muro da unidade. Segundo a Seap, além de Jefferson e Geovani, fugiram os presos provisórios Antônio Vitor Silva Melo, Alberto Soares de Sousa Dantas Filho, Douglas Alves Pereira da Cunha, Raimundo Raiele da Silva e Gilson Jadson Marcelino da Silva.
Caso Anthony
Os irmãos Geovani e Jefferson foram condenados em quatro de março deste ano pelo assassinato do menino Anthony Calleb Bezerra da Silva, que tinha 1 ano e meio quando morreu.
O crime aconteceu na noite de 4 de novembro do ano passado. Pai e mãe estavam com a criança em uma motocicleta no bairro Maldivas, saindo da casa de parentes, quando foram atacados. Os dois também foram baleados.
Anthony Calleb Bezerra da Silva ainda foi socorrido por familiares para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alto de São Manoel, mas não resistiu. 
Geovani e Jefferson foram condenados pelo homicídio duplamente qualificado da criança, pela tentativa de homicídio do pai e da mãe de Anthony Calleb, por corrupção de menor, por porte ilegal de arma e por tráfico de drogas. Ao todo, foram seis condenações que totalizaram a pena de 51 anos de prisão.
Durante o júri popular, os irmãos confessaram o crime e disseram que o alvo era o pai de Anthony, por causa de uma disputa de facções criminosas. 

Fonte: G1/RN
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.