Ao apagar das luzes da gestão Rosalba envia projeto que vai impedir Allyson de nomear 250 cargos comissionados




Allyson receberá de Rosalba Prefeitura com 250 comissionados a menos para nomear (Fotomontagem: Blog do Barreto)

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) nunca cogitou implementar a gestão democrática nas escolas da rede municipal de ensino. A ideia sequer fez parte do seu plano de governo nas eleições deste ano.

Derrota nas urnas, Rosalba decidiu enviar à Câmara Municipal o Projeto de Lei nº 1243, que regulamenta a gestão democrática nas escolas do município. Na prática, o prefeito eleito Allyson Bezerra (SD) vai deixar de nomear 250 cargos comissionados entre diretores e vice-diretores das 125 escolas municipais de Mossoró.

A proposição é defendida pela vereadora eleita Marleide Cunha (PT), presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, que sugeriu a inclusão da proposta no Plano Municipal de Educação (PME). A entidade chegou a provocar o Ministério Público para que acionasse o Município para enviar a proposta. “Há décadas lutamos por eleições diretas para diretores(as) de escolas. A própria meta 19 com a inclusão do termo ‘eleições diretas’ foi conquista do Sindiserpum que articulou suas bases no Seminário que construiu o Plano Municipal de Educação. Eu tenho a honra de ter representado os profissionais da educação em cada passo dessa luta, sendo firme na defesa da qualidade da educação”, frisou.

Confira o projeto de Lei da Gestão Democrática


Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.