INSS prova que Kerinho não deixou cargo público para se candidatar e situação de Beto Rosado mais complicada

No processo que tramita no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) sobre a notícia de inelegibilidade do então candidato a deputado federal em 2018, Kericles Alves, o Kerinho, por não ter se desincompatibilizado de cargo público, o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) informou por meio de documentação que o vínculo permaneceu ativo de janeiro de 2017 a dezembro de 2018, sem qualquer interrupção, o que viola a legislação para quem se candidata nas eleições.

Veja a reportagem completa no site Justiça Potiguar.



Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.