Três mulheres são mortas em menos de 24 horas. No ano, já são 314 assassinadas

 

Três mulheres foram mortas nas últimas 24 horas no Ceará, elevando para 314 o número de mulheres assassinadas em 2020 em todo o estado. Os crimes aconteceram nos Municípios de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF); e Caridade, na região dos Sertões de Canindé. Nos dois casos, as vítimas foram executadas sumariamente com tiros na cabeça, em prováveis crimes praticados por membros de facções criminosas.

O primeiro assassinato ocorreu no fim da tarde de ontem (3) no bairro Padre Júlio Maria, onde uma mulher foi morta com tiros disparados à curta distância. Moradores não quiseram falar sobre o caso, temendo represálias dos criminosos.

Policiais militares do Policiamento Ostensivo Geral do 12º BPM/POG estiveram no local do crime junto com patrulhas do Comando de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas CPRaio/Caucaia, mas não localizaram os assassinos.

Outro caso

Já no fim da madrugada desta sexta-feira (4), uma jovem foi seqüestrada de dentro de sua casa, no Distrito de Campos Belos, em Caridade (a 94Km de Fortaleza) e morta a tiros. O crime foi praticado por um grupo armado formado por seis homens, segundo relato da mãe da vítima aos policiais que atenderam à ocorrência.

De acordo com a Polícia, a jovem, identificada como Maria Elen da Silva Abreu foi arrastada para fora de casa e executada com vários tiros de pistola.

Terceiro

Este foi o terceiro assassinato de mulher em três dias do mês de dezembro de 2020 no Ceará. O primeiro caso ocorreu na noite da última quarta-feira (2), em Fortaleza. Uma mulher, identificada como Marcela Brito Carneiro, 38 anos, conhecida por “Loura”, foi morta a tiros.

O crime aconteceu na Avenida da Independência, no bairro Quintino Cunha, na zona Oeste de Fortaleza. “Loura” estaria ameaçada de morte após a prisão do marido. Na última quinta-feira ela estava sentada com um filho pequeno na calçada de seu estabelecimento comercial, um lava-jato, quando foi surpreendida e morta com vários tiros na cabeça. A Polícia suspeita de um “acerto de contas”.

(Fernando Ribeiro)
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.