Governadora Fatima Bezerra investiu mais de R$ 15 milhões em produtos da agricultura familiar em 2020. Foram mais de 2.900 toneladas de produtos vindos do campo durante a pandemia da covid-19.

 GOVERNO,  RN

 No ano de 2020, ocrédito financiado beneficiou famílias de 26 municípios no Rio Grande do Norte.

O reforço de políticas públicas de apoio à agricultura familiar no Rio Grande do Norte proporcionou um alívio ante os impactos econômicos e sociais causados pela pandemia do novo coronavírus.

Somente em 2020, o governo estadual, por intermédio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), adquiriu da agricultura familiar um valor superior a R$ 15 milhões em compras governamentais. Foram mais de 2.900 toneladas de produtos oriundos do campo, comprados de aproximadamente seis mil agricultores e agricultoras familiares de todas as regiões do Estado. 

 arte1

A ação da Sedraf envolveu também as secretarias de Educação (Seec) e Assistência Social (Sethas), além do projeto Governo Cidadão.

Produtos como biscoito artesanal, peixe seco, farinha de mandioca, goma fresca para tapioca, mel de abelha, arroz vermelho, feijão macassar, jerimum, batata doce, macaxeira, mamão, banana, bebida láctea, polpa de fruta e bolo foram adquiridos para abastecer escolas da rede estadual de ensino e para compor as cestas básicas distribuídas a populações em situação de vulnerabilidade social e a comunidades quilombolas de 21 municípios.

“Temos a clareza da necessidade de olharmos para quem vive no campo, em especial os pequenos, porque é a partir deles que iniciamos o verdadeiro trabalho de social. Nossa gestão tem esse olhar, sobretudo técnico e olhando para as questões sociais, sem com isso deixar de agregar os aspectos econômicos. Sobretudo em um momento tão difícil como este, mas com um trabalho brilhante de gestão estratégica que garante dignidade”, afirma a governadora Fátima Bezerra.

Kits de alimentos

Por intermédio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), executado pela Secretaria Estadual de Educação (SEEC), o governo distribuiu para 215 mil alunos da rede estadual de ensino três kits de alimentos, totalizando mais 640.000 kits entregues. Dentre os produtos estavam o feijão macassar, o arroz vermelho, a bebida láctea e a polpa de fruta, alimentos que foram cultivados, produzidos e comercializados por agricultores familiares de todas as regiões do RN. 

 arte2

O governo estadual, via SEEC, comprou da agricultura familiar o equivalente a R$ 12 milhões. Isso corresponde à compra de 2.000 mil quilos de alimentos produzidos no campo. Frise-se que as compras de produtos da agricultura familiar realizadas no ano de 2020, totalizando 12 milhões, aumentaram 120 % em relação ao ano de 2019, quando a secretaria comprou o equivalente a R$ 5 milhões.

Vale destacar que o cenário da agricultura familiar é muito baseado nos pequenos e médios produtores rurais, que naturalmente têm várias dificuldades em se inserirem em mercados fechados ou concentrados, ficando muitas vezes a mercê de atravessadores para vender sua produção-além, é claro de dificuldades financeiras para aquisição de insumos agrícolas.

Quilombolas

Outra ação do governo foi a distribuição de alimentos para 24 comunidades quilombolas de 21 municípios do Estado. Elas receberam cinco mil cestas básicas, compostas por 100% dos produtos da agricultura familiar.

Com a ação, 1.667 famílias de quilombolas foram beneficiadas. A iniciativa, que gerou receita orçada em R$ 508 mil para os agricultores familiares, responsáveis pelas produção dos alimentos, foi realizada em parceria com a Sedraf, o projeto Governo Cidadão, a Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), a Secretaria de Estado das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh) e o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

 arte3

 As comunidades quilombolas foram dos municípios de Bom Jesus, Ielmo Marinho, São Tomé, Assu, Ipanguaçu, Ceará- Mirim, Poço Branco, Touros, Macaíba, Parnamirim, Parelhas, Currais Novos, Lagoa Nova, Afonso Bezerra, Portalegre, Coronel João Pessoa, Luís Gomes, Patu, Santo Antônio, Tibau do Sul e Angicos.

RN Chega Junto

Ao longo da pandemia do novo coronavírus, o Governo do RN, por meio do Programa RN Chega Junto, executado pela Sethas, vem distribuindo 60.000 cestas básicas para a população em situação de vulnerabilidade. Trinta por cento dos produtos destas cestas básicas, entre eles feijão macassar, arroz vermelho, farinha de mandioca, goma fresca para tapioca e café em pó, são da agricultura familiar, o que equivale a 315 toneladas. 

 arte4

As compras propiciaram aos agricultores familiares uma receita superior a R$ 1,2 milhão.

Sementes Crioulas

Além de adquirir produtos alimentícios, o Executivo estadual, em parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), também investiu em 2020 na compra de sementes crioulas. Foram 51 toneladas de grãos de sorgo forrageiro, milho, feijão, arroz vermelho e feijão macassar, que foram comprados de agricultores familiares e distribuídos para cerca de 1.800 famílias de trabalhadores rurais.

A compra das sementes totalizou um valor de R$ 500 mil.

 arte5

 Para este ano de 2021, o governo já iniciou a entrega de 100 toneladas de sementes, cujo investimento é de R$ 1,1 milhão. A ação irá beneficiar cerca de 7.500 agricultores familiares de mais de 100 municípios do Estado, contemplando todos os territórios.

“O governo faz sua parte. Começamos com 50 toneladas e este ano dobramos. Fundamentalmente, estamos reafirmando algo que é cultural. Cada semente reflete o resgate que os pais, os avós, os bisavôs e todos os ancestrais dos agricultores faziam ano a ano e esse hábito foi se perdendo com o tempo pela falta de estímulo governamental”, destaca o titular da Sedraf e professor da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), Alexandre Lima.

Programa de Aquisição de Alimentos

No tocante ao Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), órgão ligado à Sedraf, que executa o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o órgão adquiriu, em 2020, 430 toneladas de alimentos de 100 variedades diferentes entre os meses de maio a setembro. 

 arte6

Com a iniciativa, foram beneficiadas 308 entidades socioambientais e 19.750 famílias, com a entrega de 39.500 kits de alimentos. Esses produtos foram adquiridos de 610 agricultores familiares de 88 municípios potiguares.

Credmais

O governo estadual também possui um programa de crédito, realizado por intermédio de uma parceria entre a Sedraf, a Emater e a Agência de Fomento do RN (AGN) – o Credmais.

 arte7

No ano de 2020 foram aplicados R$ 457.373,00 em crédito financiado, beneficiando famílias de 26 municípios do Estado, inseridos em oito territórios da cidadania.

Em 2021, já foi aplicado até o momento: R$ 66.000,00 para 14 famílias dos municípios de Paraú, Ceará Mirim e Guamaré.

 

(Por:Fátima Elena Albuquerque/Nominuto.com)

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.