STF MANTÉM MAIORIA E CONDENAÇÕES DE LULA SÃO ANULADAS

 Maioria do STF vota para manter anulação das condenações de Lula

A maioria do plenário do Supremo Tribunal Federal decidiu manter a decisão do ministro Edson Fachin que anulou no mês passado todas as condenações proferidas contra o ex-presidente Lula pela Lava Jato em Curitiba.

A maioria foi formada com a antecipação de voto da ministra Cármen Lúcia. Além dela, seguiram Fachin os ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Rosa Weber, Alexandre de Moraes e Dias Toffoli.

Apenas os ministros Nunes Marques e o decano, Marco Aurélio Mello, concordaram com o que defendeu a Procuradoria-Geral da República: como as investigações do ex-presidente que tiveram origem na 13ª Vara Federal de Curitiba, existe conexão com os crimes cometidos na Petrobras.

O julgamento ainda não foi concluído, e pode ser retomado na próxima quinta-feira. Com base na decisão de Fachin, as condenações que retiravam os direitos políticos de Lula não têm mais efeito e o petista pode se candidatar nas próximas eleições, em 2022.

Veja





Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.