Em meio a turbilhão na CBF, Brasil pega o Paraguai nas Eliminatórias. Depois da confirmação de que disputarão a Copa América, comandados de Tite enfrentam os paraguaios fora de casa para manter os 100%

 ELIMINATÓRIAS

 Neymar e Richarlison Seleção Brasileira

 Em meio a todo o furacão que tomou conta da CBF e da realização da Copa América no Brasil, a Seleção Brasileira enfrenta o Paraguai na noite desta terça-feira (8/6) pelas Eliminatórias Sul-Americanas.

Veja todos os desdobramentos dos últimos dias, a preparação para o duelo no Paraguai e a tentativa do Brasil de manter 100% de aproveitamento na competição continental:

Furacão

Após a confirmação de que a Copa América seria disputada no Brasil, um verdadeiro furacão atingiu a CBF e a Seleção Brasileira. Na quinta-feira (3/6), a notícia de que os jogadores poderiam não disputar a competição caiu como uma bomba no futebol nacional.

Os jogadores se reuniram com a alta cúpula da CBF e cogitaram não participar do torneio. Mas os desdobramentos seguintes foram cruciais para a mudança de pensamento. Após a vitória tranquila sobre o Equador na sexta-feira (4/6), o volante Casemiro afirmou que o grupo se manifestaria sobre a participação ou não na Copa América apenas após o jogo desta terça-feira.

A denúncia de assédio sexual e moral por parte de Rogério Caboclo, presidente da CBF, contra uma funcionária, foi a pólvora que faltava na fogueira envolvendo a entidade e a Seleção Brasileira. Até a saída de Tite foi cogitada, em uma possível troca com Renato Gaúcho.

Mudança de ideia

Após a divulgação dos áudios de Caboclo para com a funcionária da CBF, o presidente foi afastado da entidade e o panorama começou a mudar. Na manhã dessa segunda-feira (7/6), os jogadores confirmaram participação na Copa América. 

Em entrevista na tarde de segunda-feira, Tite desviou das perguntas sobre as polêmicas extracampo, mas negou que o treinador da Seleção Brasileira tenha que estar alinhado com Bolsonaro. “Tenho que estar alinhado com o futebol”, respondeu.

E é com essa lenha na fogueira que o Brasil viaja para enfrentar o Paraguai.

Jogo duro

Com sete pontos e na quarta posição das Eliminatórias, o Paraguai é sinônimo de jogo duro para o Brasil. O time não vence o Paraguai em Assunção há 35 anos e quer quebrar esse tabu na noite desta terça.

Com um defesa forte e um ataque rápido, os paraguaios querem se aproveitar da escrita e dificultar a vida do líder do campeonato. O Paraguai conta com nomes como os zagueiros Balbuena e Gustavo Gómez, e do atacante Angel Romero, velho conhecido de Tite no Corinthians.

Com 15 pontos, a Seleção Brasileira lidera a competição com folgas. Uma vitória fora de casa deixa o time em uma situação ainda mais confortável na tabela de classificação.

O Brasil deve ter mudanças para a partida. O atacante Gabigol treinou com os reservas e pode deixar o time para a entrada de Gabriel Jesus.

O restante do time deve ser o mesmo que começou jogando contra o Equador, com Alisson; Danilo, Marquinhos, Eder Militão e Alex Sandro; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Gabriel Jesus, Richarlison e Neymar.

Paraguai e Brasil se enfrentam às 21h30, com transmissão da TV Globo. 

 

(Por:Paulo Victor Soares/Metropólis)

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.