Média de pedidos por leitos Covid cai 30% no RN; fila por UTI é zerada

 CORONAVÍRUSFila por leitos críticos foi zerada no RN

 Fila por leitos críticos foi zerada no RN

 O Rio Grande do Norte ainda está em situação desconfortável com relação à covid-19, mas apresentou números positivos com relação às solicitações por leitos hospitalares e fila de espera por UTIs Covid. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde do estado, o Rio Grande do Norte teve uma redução de 30,31% no número de solicitações por leitos em 14 dias. A fila por leitos está zerada.

 De acordo com os dados do Regula RN, o estado tinha 40 leitos de UTI disponíveis para atendimento a pacientes com Covid na manhã desta segunda-feira (14), com somente cinco pessoas aguardando por vagas. A ocupação geral, que chegou a baixar da casa dos 90% no fim de semana, está exatamente neste percentual nesta manhã. A pior situação é em Mossoró, que está com 100% de ocupação, enquanto a Região Metropolitana tem 88,2% e o Seridó tem 75% de ocupação.

Sobre as solicitações, a média móvel no dia 1º de junho era de 132 pedidos por leitos Covid por dia. Agora, esta média está em 92. Nos últimos quatro dias, inclusive, houve menos de 90 pedidos diários por leitos na rede pública.

Já sobre as mortes, o cenário é o oposto. De acordo com o Consórcio dos Veículos de Comunicação do Brasil, o Rio Grande do Norte teve o terceiro maior aumento percentual no número de óbitos em decorrência da Covid, atrás apenas de Amazonas (43%) e Rio de Janeiro (40%). O estado registra, na média móvel, 25 óbitos diários.

Em entrevista à InterTV Cabugi, a secretária adjunta de Saúde, Maura Sobreira, disse que os números são positivos e são reflexo de decretos regionalizados, além da vacinação. Porém, ela disse que os cuidados com as medidas protetivas devem prosseguir. "Ainda não é tempo de comemorar", disse.

 

(Por:Tribuna do Norte)

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.