Alexandre de Moraes determinou a prisão de um professor no interior de Santa Catarina por fazer LIVE convocando para atos de 7 de setembro

 

A prisão de um professor de Otacílio Costa, por determinação do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), na noite de domingo (5), pela Polícia Federal de Lages, causou estranheza até aos agentes do Presídio Regional, para onde o homem foi levado. “É uma situação atípica, nunca tivemos um preso a mando do STF”, teriam dito os agentes.

O advogado Silvano Willian, que defende o detido e divulgou o fato em suas redes sociais, informou que ainda não tem conhecimento de todo o teor do inquérito que levou seu cliente à prisão, mas o caso está no mesmo processo que investiga personalidades como o caminhoneiro Zé Trovão, caminhoneiro que também teve prisão decretada por Alexandre de Moraes; e o cantor Sérgio Reis.

Willian disse que a prisão do professor de Otacílio Costa, provavelmente, ocorreu pelo fato dele ser apoiador do presidente Jair Bolsonaro e ter participado de uma live, na sexta-feira (3), que, supostamente, convocava pessoas para a participação de manifestação incitando atos violentos.

O advogado ainda não entende como e por que o caso chegou ao Supremo e deve entrar em contato com a corte na manhã de segunda-feira (6) para se inteirar dos fatos e impetrar um habeas corpus.

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.