Fátima Bezerra assina carta de governadores que desmente Bolsonaro sobre aumento do ICMS da gasolina




A governadora do RN, Fátima Bezerra(PT) está entre os 20 governadores estaduais que assinou a nota pública divulgada nesta segunda-feira (20), sobre o preço dos combustíveis. No documento, os governadores contestam a afirmação de que a alta dos preços dos combustíveis “se trata de um problema nacional” e não devido a um suposto aumento na alíquota do ICMS.


Os preços cobrados nas bombas viraram motivo de embate entre o presidente e os governadores. O presidente Jair Bolsonaro e seu apoiadores, que vem responsabilizando diretamente os estados pelo aumento no preço final dos combustíveis nos postos. Ele vem cobrando que os governadores reduzam a alíquota cobrada a fim de que o preço caia.


Os governadores, no entanto, sustentam que o tributo não é o responsável pela atual situação do preço da gasolina, já que há anos não há reajuste na alíquota.


Os governadores dos entes federados brasileiros signatários vêm a público esclarecer que, nos últimos 12 meses, o preço da gasolina registrou um aumento superior a 40%, embora nenhum estado tenha aumentado o ICMS incidente sobre os combustíveis ao longo desse período, diz um trecho do documento;


“ Para os governadores, essa é a maior prova de que se trata de um problema nacional, e, não somente, de uma unidade federativa....Falar a verdade é o primeiro passo para resolver um problema.”


Assinam a nota os governadores: Rui Costa (PT-BA), Cláudio Castro (PL-RJ), Flávio Dino (PSB-MA), Helder Barbalho (MDB-PA), Paulo Câmara (PSB-PE), João Doria (PSDB-SP), Romeu Zema (Novo-MG), Ronaldo Caiado (DEM-GO), Mauro Mendes (DEM-MT), Eduardo Leite (PSDB-RS), Camilo Santana (PT-CE), João Azevêdo (Cidadania-PB), Renato Casagrande (PSB-ES), Wellington Dias (PT-PI), Fátima Bezerra (PT-RN), Renan Filho (MDB-AL), Belivaldo Chagas (PSD-SE), Reinaldo Azambuja (PSDB-MS), Ibaneis Rocha (MDB-DF) e Waldez Góes (PDT-AP). 

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.