Polícia de Portalegre conclui inquérito e indicia duas pessoas por tortura de quilombola


A Polícia Civil do município de Portalegre, na região do Alto Oeste do Rio Grande do Norte, indiciou Alberan Freitas Epifânio e André Diogo Barbosa pelo crime de tortura contra o quilombola Francisco Luciano Simplício.

O caso aconteceu por volta das 13h do dia 11 de setembro de 2021 e ganhou repercussão nacional pela crueldade com que foi cometido, em via pública.

As investigações vinham sendo conduzidas pela Polícia Civil de Portalegre, sob o comando do delegado titular da delegacia do município, Cristiano Zandrozny, e do delegado regional da 4ª DRP, Inácio Rodrigues.

Alberan já chegou a ser preso preventivamente no dia 17 de setembro. No entanto, foi posto em liberdade dois dias depois, devido ao fato de a justiça ter entendido que não havia mais requisitos para mantê-lo preso.

André também teve a preventiva decretada, mas não foi encontrado no momento das buscas.

Relembre o caso em:

Barbárie: Comerciante bolsonarista do RN amarra e espanca quilombola na rua

Mossoró Hoje 

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.