PRESIDENTE DA UCRÂNIA RECUSA RESGATE PELOS EUA: “PRECISO DE ARMAS, NÃO DE CARONA”

Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia –  Foto: Facebook/Reprodução/Veja

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, recusou a oferta do governo dos Estados Unidos para retirá-lo do país. “Preciso de armas, não de carona”, teria dito Zelensky, segundo a Associated Press.

A retirada do presidente ucraniano do país teria como objetivo evitar que ele seja morto por militares russos, em pleno ataque para tomar a cidade desde sexta-feira (25/2).

Zelensky, porém, prefere continuar no cargo por enquanto, apesar do risco de vida. “De acordo com as informações que temos, o inimigo me fez o alvo número um, e minha família, o alvo número dois. Eles querem destruir a Ucrânia politicamente destruindo o chefe do Estado”, afirmou o presidente.

Informações do Washington Post levam a crer que os alertas estadunidenses sobre a segurança pessoal do líder ucraniano têm sido frequentes. Oficiais norte-americanos estariam aconselhando o presidente com dicas de proteção, como locais seguros para exercer o mandato presidencial.

Em janeiro, o governo britânico acusou Vladimir Putin, líder russo, de planejar substituir Zelensky por uma autoridade ucraniana favorável aos desejos do Kremlin.

Kiev, capital da Ucrânia, tem sido alvo de constantes bombardeios nesta sexta. Durante a noite, confrontos já tinham sido registrados próximo às estações de metrô de Berestiiska e Shulyavka.

Metrópoles 

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.