Um ano depois do assassinato do comerciante Élio Pereira de Moura em Pendências/RN, caso ainda não foi solucionado, assassinos e mandante continuam soltos

No ultimo dia, 16 de junho de 2020, completou um ano da morte do comerciante Élio Pereira de Moura, assassinado a tiros no município de Pendências no interior do Rio Grande do Norte.

A família da vítima se diz indignada com o caso que até o momento não foi resolvido e os assassinos (executores e mandante) continuam soltos.

O crime abalou a cidade de Pendência, pois o comerciante era um homem bem relacionado na sociedade local e foi surpreendido pelos atiradores que não lhes deram qualquer chance de defesa.

A família diz que tem suspeitos, mas que até agora a Polícia Civil, que investiga o caso, não se pronunciou a respeito da elucidação do crime e prisão dos envolvidos.

Os familiares clamam por justiça, no sentido de que o crime seja elucidado e os acusados levados ao julgamento popular, através do Tribunal do Juri.

Focoelho

Nenhum comentário

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.