HOTEL THERMAS EM MOSSORÓ DEMITE MAIS DE 200 FUNCIONÁRIOS E NÃO TEM PREVISÃO DE RETORNO


Thermas possui mais de 400 leitos Foto: reprodução
O Thermas Hotel e Resort, situado em Mossoró, confirmou a demissão de mais de 200 funcionários.
O setor hoteleiro é um dos mais impactados com a greve crise econômica, reflexo da pandemia do novo coronavírus.
"Como 90% dos hotéis do Brasil, estamos fechados desde abril, e devido a situação que estamos vivendo, não temos perspectivas de quando poderemos voltar, já que o turismo deve ser o último setor a retornar. Sendo assim, como tem acontecido de forma maciça no segmento, as demissões acabaram por ser inevitáveis", afirmou o diretor do Thermas, Gabriel Barcellos.
"Esperamos poder retornar, assim que voltarmos a um mínimo de normalidade. Infelizmente esta é a realidade do setor do turismo no Brasil, que era responsável por quase 9% do PIB brasileiro. As demissões já passam da casa dos 300 mil, e nesta virada de mês irá aumentar significativamente", complementou.As atividades do Thermas estão suspensas desde o dia 30 de março.
História
O Hotel Thermas é um dos maiores do Rio Grande do Norte.  Foi inaugurado em 12 de janeiro de 1979 pelo Governo Lavoisier Maia Sobrinho, com objetivo de interiorizar o turismo do RN e aproveitar as potências da região.
Foi privatizado em 1991.
Atualmente possui mais de 400 leitos.

Saulo Vale
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.