Monopólio da Petrobras faz o Brasil ter gasolina 50% mais cara que nos EUA. Nos EUA, onde vigora se fato livre concorrência, o galão (3,79 litros) custa US$2,75 (ou R$4,03 o litro)

 MONOPÓLIOPreço em alta da gasolina leva o consumidor a migrar para o álcool

 Nos EUA, onde vigora a verdadeira lei de mercado, com livre concorrência, o galão (3,79L) custa US$ 2,75, ou R$ 4,03 por litro. Foto: Marcelo Camargo/AB

O monopólio da Petrobras lhe garante liberdade para manter a política criminosa de preços e a lorota de “lei de mercado”.

Aliada à ganância de distribuidoras e a impostos, a estatal faz o preço da gasolina no Brasil ser 50% maior que nos EUA, onde vigora a verdadeira lei de mercado, com livre concorrência.

 Enquanto os brasileiros estão pagando até R$6 na bomba, na Flórida o galão (3,79L) custa US$ 2,75, ou R$ 4,03 por litro. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Inacreditavelmente, o preço da gasolina sofreu seis reajustes apenas em 2021 e acumula alta de 53% nas refinarias. Nas bombas, foram 16,7%.

A cada aumento, a Petrobras culpa o mercado internacional. Desde 2019 o preço nos EUA subiu 7,42%, mas no Brasil o preço médio subiu 16,3%.

A ganância de distribuidoras, que nada fazem além de trocar nota fiscal, e impostos fazem o preço sair de R$2,84 na refinaria para R$6 na bomba

Combustível renovável produzido há décadas pelo Brasil, o etanol sofre processo de sabotagem interna e segue aumentos baseados no petróleo.

 

(Por:Cláudio Humberto/Diário do Poder)

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.