Ex-deputado Henrique Alves entra com ação na justiça contra o filho

Em plena pandemia do coronavírus, quando profissionais da Saúde estão sendo homenageados e apontados como heróis em todo o mundo, um estudante de Medicina, aprovado em duas faculdades de São Paulo em 2019, recebeu a desomenagem… do próprio pai.
No espaço público do twitter, o ex-deputado Henrique Alves clama pelo reconhecimento aos profissionais de saúde.
Na vida privada, o ex-deputado entra com ação contra o filho caçula, estudante de Medicina, Pedro Henrique Alves.
Neste domingo, em casa, em São Paulo, o filho de Henrique com a ex-mulher Priscila Gimenez, recebeu a visita de um oficial de justiça, com um documento dando direito a Pedro contestar a ação de revisão de alimentos impetrada pelo pai Henrique Alves, assinada pelo advogado Esequias Pegado e acatada por uma juíza, que tramita em segredo de justiça.
Em 2017, na justiça do Rio Grande do Norte, a ex-mulher de Henrique entrou com ação de alimentos, e depois em São Paulo com pedido de revisão.
À época o ex-presidente da Câmara Federal havia deixado de pagar a pensão.
Mesmo preso mantinha aposentadoria integral como deputado federal com 11 mandatos e a sociedade na afiliada da TV Globo, como detentor de 21% das ações.
Sem conclusão na justiça, sem pagamento de pensão alimentícia ao filho caçula, sem ter pago escola, mas agora, mesmo com atrasos, pagando faculdade, Henrique entrou com pedido de revisão de alimentos contra o filho, que por ter atingido maioridade, foi o alvo da ação.
E não mais a mãe.
Mas a ação não é de agora. Foi impetrada há mais de dois anos.

Nenhum comentário

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.