Governo do RN vai investir R$ 51 milhões na construção de casas.

A Companhia Estadual de Habitacao e Desenvolvimento Urbano do Rio Grande do Norte (Cehab) lança nesta quarta-feira (08) o edital de licitação para contratação das empresas destinadas a construção das casas do programa Pro-Moradia Viver Melhor. Neste primeiro momento a ação contempla 18 municípios da região Central e Oriental Sul com quase 300 moradias.

O programa estava parado há 12 anos e foi reativado e formalizado em janeiro deste ano pela Governadora Fatima Bezerra.

Ao todo, serão 765 unidades habitacionais num investimento total de quase R$ 51 milhões. Cada unidade habitacional do Pró-Moradia/Viver Melhor está avaliada em R$ 57 mil, e terá 40,92 metros quadrados divididos por dois quartos, banheiro, área de serviço, sala e cozinha.

Estão previstas construções em todas as regiões do RN, variando entre 14 e 40 imóveis erguidos, dependendo da localidade. A média de investimento por município será de aproximadamente R$ 800 mil.

Os habitantes da zona urbano do interior vão ter acesso a moradia e consequentemente a mais qualidade de vida. Paralisado há 12 anos a retomada do Pró-moradia só foi possível graças ao comprometimento do Governo que garantiu os recursos.

A Caixa Econômica dá suporte técnico, acompanha e financia o programa, aportando recursos na ordem de R$ 44 milhões. Os outros R$11 milhões são frutos da contrapartida estadual via Fundo de Combate à Pobreza (FECOP).

Segundo a Cehab, os critérios de escolha para os municípios foram técnicos e seguiram fundamentos exigidos e apontados pela instituição financeira. “O déficit habitacional no RN é de aproximadamente 137 mil casas”, garantiu Pablo Thiago Lins, diretor-presidente da Cehab.

Nessa primeira etapa os municípios beneficiados são: Carnaubais, Cruzeta, Currais Novos, Fernando Pedrosa, Pedro Avelino, São Rafael, São Vicente e Tenente Laurentino Cruz na Região Central. Já na Região Oriental Sul Arês, Baía Formosa, Espírito Santo, Goianinha, Macaiba, Monte Alegre, Nísia Floresta, Nova Cruz, Santo Antônio e São Gonçalo do Amarante.
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.