Homem é detido por criação irregular de cobras em casa no Alecrim. Um dos animais apreendidos pelos policiais da Cipam não pertence à fauna brasileira, sendo de origem asiática.

Cobras estavam sendo criadas por homem de maneira irregular em uma casa no bairro do Alecrim, zona leste de Natal. 

Um homem foi detido nessa terça-feira (13), por policiais militares da Companhia de Proteção Ambiental (Cipam) por manter uma criação de cobras em sua residência, localizada no bairro do Alecrim, em Natal. 

Após uma denúncia anônima que chegou a Polícia Militar através da Central de Operações do Copom, os PMs encontraram duas serpentes na residência do suspeitos, sendo uma Jiboia e uma Piton Mololus Albina

O homem foi preso suspeito de crime ambiental devido à criação ilegal dos animais. Uma dessas cobras, a Piton Mololus Albina, não pertence à fauna brasileira. Ela é de origem asiática.

Estudante foi picado por cobra naja em Brasília
 
O estudante de veterinária Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkuhl, de 22 anos, foi picado por uma cobra naja na última terça-feira (7). Ele chegou a ficar em coma, mas foi tratado e teve alta da UTI.

O tratamento foi feito com soro antiofídico específico da espécie, e levado ao DF diretamente do Instituto Butantan, em São Paulo. Havia uma única dose disponível. Outras 10 doses preventivas foram importadas dos Estados Unidos.

Na quinta-feira (9), uma cobra naja foi encontrada em Brasília, próxima a um shopping da capital. O animal foi encaminhado para o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que investiga a procedência do animal.

A naja, de 1,5 metro, é um tipo de cobra exótica, de uma espécie não encontrada no Brasil, mas na Ásia e na África, e não tem a posse permitida como animal de cativeiro. Ela pode matar pelo veneno liberado em suas picadas, não havendo soro no país para imunização.

O Batalhão de Polícia Militar Ambiental encontrou, em uma área rural de Planaltina, que fica a cerca de 40 quilômetros de Brasília, mais 16 serpentes escondidas em caixas. Segundo a corporação, a descoberta têm relação com a naja encontrada anteriormente.

A operação foi motivada por uma denúncia anônima. O dono da chácara onde as serpentes foram encontradas informou que não sabe como os animais foram parar ali. As serpentes também serão encaminhados ao Ibama.


(Por:Nominuto.com)
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.