Deputado do RN propõe criação do Dia da Visibilidade Heterossexual. Albert Dickson (PROS) diz que o projeto tem como objetivo 'valorizar o papel do homem e da mulher na família como perpetuadores da espécie humana'.

 PROJETO DE LEI


 Albert Dickson propôe criação do Dia Estadual da Visibilidade Heterossexual no Rio Grande do Norte — Foto: Divulgação/ALRN

 Albert Dickson propôe criação do Dia Estadual da Visibilidade Heterossexual no Rio Grande do Norte — Foto: Divulgação/ALRN

 O deputado estadual Albert Dickson (PROS) propôs nesta quarta-feira (23) a criação do Dia Estadual da Visibilidade Heterossexual no Rio Grande do Norte. O projeto de lei aponta que a comemoração se daria no dia 30 de agosto. 

Como justificativa para para a instituição do Dia da Visibilidade Heterossexual, Albert Dickson cita que "a heterossexualidade tem origem na Bíblia Sagrada, no livro do Gênesis" e reforça que o objetivo do projeto é "valorizar o papel do homem e da mulher na família como perpetuadores da espécie humana".  

"Nosso papel como parlamentar foi exatamente institucionalizar um dia para a valorização da família tradicional brasileira, família essa preconizada na Bíblia Sagrada e defendida por mim, entre um homem e uma mulher, criação de filhos, e manutenção desse padrão homem e mulher", disse o deputado em vídeo enviado pela assessoria de imprensa.

 Na terça-feira (22), a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), sancionou a lei que instituiu o Dia Estadual da Visibilidade Lésbica, a ser comemorado em 29 de agosto. O projeto é de autoria da deputada estadual Isolda Dantas (PT). A data é também o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, que pauta a luta por respeito, dignidade e pelo direito das mulheres lésbicas a uma vida livre de violência, que são vítimas de misoginia no país. A nova lei foi publicada no Diário Oficial do Estado. 

 

Confira justificativa completa do projeto de lei do deputado Albert Dickson:

Os valores humanos podem ser definidos como os princípios morais e éticos que conduzem a vida de uma pessoa. Eles fazem parte da formação de sua consciência e da maneira como vivem e se relacionam em uma sociedade.

Os valores humanos funcionam como normas de conduta que podem determinar decisões importantes e garantir que a convivência entre as pessoas seja pacífica, honesta e justa. São os valores cultivados por uma pessoa que vão basear suas decisões e demonstrar ao mundo quais os princípios que regem sua vida.

Há coisas que aprendemos com nossos pais que não se aprendem nas Universidades, os maiores valores adquiridos de um ser humano são que se aprendem desde o primeiro dia de suas vidas, a importância dos valores familiares não nos dão diplomas, mas nos capacitam para desenvolver as mais diversificadas tarefas no mundo em que vivemos, é fácil perceber os valores de um Homem de uma Mulher somente em olhar sua postura, ou se tivermos o contato verbal.

Somente lembrando que a heterossexualidade tem origem na Bíblia Sagrada no livro do Gênesis. E a ciência tem sido clara de que a perpetuação da espécie humana só ocorre por essa opção predominante entre os sexos opostos. Ainda que pouco lembrada e a mais atacada quando se fala em transtornos familiares e violência doméstica. Valorizar o papel do homem e da mulher na família como perpetuadores da espécie humana é nosso objetivo com esse projeto.

Assim, diante de todo o exposto, contamos, uma vez mais, com o apoio de nossos nobres pares para a aprovação desta propositura.

 

 (Por G1 RN — Natal)




Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.