O SEQUESTRO QUE NÃO HOUVE EM ANTÔNIO MARTINS-RN

O delegado titular de Alexandria, Aroldo Chaves, conclui o inquérito e remeteu a justiça, para os procedimentos habituais, requerendo que João Venâncio responda por falsa comunicação de crime, Artigo 340 do Código Penal Brasileiro.

Conforme as informações, João Venâncio teria pedindo a um sobrinho, para encontrá-lo na quarta-feira, 23 de setembro, no trecho da rodovia entre o trevo de acesso a cidade de Martins e o município de Pau dos Ferros. O veículo de João Venâncio foi abandonado por ele no local e o mesmo teria viajado com o sobrinho no veículo deste último, até a cidade cearense de Milhã, onde reside uma irmã do advogado/candidato.

O que poucos acreditavam, foi apurado e confirmado pela equipe da polícia civil de Alexandria, comandada pelo delegado Aroldo Chaves. O sequestro do qual teria sido vítima o advogado e candidato a prefeito de Antônio Martins, João Venâncio Ferreira, foi uma farsa.

João Venâncio passou até a sexta-feira (25/09) naquela cidade, refugiado na residência da referida irmã. Na sexta-feira, um outro sobrinho dele o levou até a cidade de Pereiro, também no Ceará, onde João Venâncio procurou a delegacia de polícia, para comunicar que havia sido abandonado nas imediações do município. 

Após narrar o fato a autoridade policial em Pereiro, a polícia civil de Alexandria foi contactada e de pronto deslocou-se até a cidade de Pereiro, para trazê-lo para Antônio Martins.

Entretanto, o profissionalismo do delegado Aroldo Chaves, juntamente com sua equipe, empenhou em investigações, para apurar os mínimos detalhes e passou a vislumbrar a possibilidade de fraude na narrativa expressada por João Venâncio.

Nesta sexta-feira (17/10), o bacharel Aroldo Chaves concluiu todo seu brilhante trabalho, após nova oitiva de João Venâncio dias atrás, que confessou a sanha delituosa, composta por estórias fictícias.

Diversos blogs e sites acompanharam o então sequestro até o dia em que João Venâncio teria sido liberto. Hoje, noticiamos a farsa que deixou muitos estarrecidos, diante da seriedade com que enxergavam a pessoa de João Venâncio.


RN Politica em dia 




Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.