Em ação eleitoral, advogados do ex-prefeito Ivan Júnior pedem anulação das eleições municipais em Assú

A coligação "União pelo Assú", que disputou as eleições municipais em Assú com a chapa majoritária encabeçada pelo ex-prefeito Ivan Júnior, impetrou ação na Justiça Eleitoral contestando o resultado nas urnas.

O jurídico da coligação, acusa o candidato vencedor e atual prefeito Gustavo Soares, de ter praticado crime eleitoral por meio de compra de voto (capitação de sufrágio) previsto no art. 299 do Código Eleitoral, Lei nº 4.737/65.

Segundo o blog Rabiscos de Samuel Júnior, "nos autos é apresentado detalhes, com vídeos e fotos da reprodução das conversas, 'santinhos' de candidatos, valores e reprodução de transferência bancária".

Ainda de acordo com as informações, na ação os advogados da coligação do ex-prefeito, pedem a cassação do registro de candidatura do candidato Gustavo Soares, pedem a anulação dos votos, a realização de uma nova eleição, bem como a inelegibilidade por 8 anos do atual prefeito que venceu o pleito por apenas 5 votos de diferença.

O processo, envolve nomes de outros políticos que concorreram ao pleito do dia 15 de novembro à Câmara Municipal.


Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.