Oxford poderá começar a ser aplicada em janeiro

Está prevista uma reunião de representantes de Oxford e AstraZeneca com o Ministério da Saúde, Anvisa e Fundação Oswaldo Cruz, na qual os desenvolvedores da vacina comprada pelo governo federal devem pedir a aprovação do uso emergencial do imunizante no Brasil.

Se a aprovação for dada pela Anvisa, é possível que a vacina comece a ser aplicada no Brasil em janeiro do ano que vem.

De acordo com os dados divulgados pela AstraZeneca, a vacina obteve 90% de eficácia em quem recebeu uma dose e meia e 70% nos voluntários que receberam uma única dose. São ótimos índices. No início dos testes, a expetativa é que a vacina fosse apenas 50% eficaz.



Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.