Bolsonaro gasta R$ 15 milhões em leite condensado, e parlamentares cobram investigação

 

Após uma reportagem do site Metrópoles destacar o gasto de R$ 1,8 bilhão em alimentos pelo governo em 2020 (aumento de 20% em relação ao ano anterior), deputados entraram com representação no Tribunal de Contas da União.
Tabata Amaral (PDT) e Felipe Rigoni (PSB) querem explicações "pelo caráter supérfluo" da lista. Itens como chicletes, vinhos e leite condensado fizeram o assunto virar meme nesta terça.
O governo argumenta que os gastos são comuns, e os alimentos serviram ao exército e a programas assistenciais.

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.