EMPRESA DE BENEFICIAMENTO DE CASTANHA DE CAJU SERÁ REATIVADA E VAI GERAR 400 EMPREGOS NO RN

 Nova empresa de beneficiamento de castanha de caju vai gerar aproximadamente 400 empregos para a região a partir de março

A antiga Ferreira Indústria de Importação (Aficel) vai reabrir como Best Nuts em Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte. A nova empresa de beneficiamento de castanha de caju vai gerar aproximadamente 400 empregos para a região a partir de março, com a expectativa de dobrar esse número no futuro. O anúncio foi feito pela governadora Fátima Bezerra (PT) na manhã desta quarta-feira (27). 

A Aficel foi fechada em 2015 motivada por um grande período de estiagem no estado. “Vamos iniciar as atividades agora em março, mas se Deus quiser iremos gerar muito mais empregos em breve”, afirmou José Luiz, um dos diretores da Best Nuts. Ele esteve reunido com a governadora Fátima Bezerra (PT), o secretário de Desenvolvimento Econômico Jaime Calado e o deputado estadual Bernardo Amorim, que intermediou as negociações. 

A abertura da indústria ocorre com incentivos do Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte (Proedi), que foi criado em 2018 com o objetivo de oferecer segurança jurídica a empresários para gerar empregos diretos e indiretos, além de atrair investimentos. Atualmente cerca de 143 são beneficiadas pelo Proedi.

“Nós estamos muito felizes porque a indústria do Rio Grande do Norte aos poucos está se revitalizando, mesmo diante dessa crise sanitária. É uma conquista muito importante do Proedi porque nas negociações a gente soube que se não fosse o Proedi, a empresa teria sido aberta no Ceará. Então é uma felicidade muito grande “, disse o secretário de Desenvolvimento Regional Jaime Calado.

Proedi 

O Proedi foi criado para substituir o antigo Proadi. O objetivo do programa é fomentar o desenvolvimento da atividade industrial no Estado, através da concessão de crédito presumido sobre ICMS. Como forma de estimular a manutenção de empresas no RN e evitar a fuga para estados vizinhos, o Proedi prevê abatimento de até 95% sobre o valor de ICMS devido pelas indústrias. No antigo Proadi, esse desconto era de 75%. 

O programa tem validade até 30 de junho de 2032 e, para ser beneficiada pelo programa, a empresa precisa atender alguns critérios, entre eles estar regular com suas obrigações tributárias e não inscrito na Dívida Ativa do Estado.

Agora RN





Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.