RN: POLÍCIA CIVIL PRENDE TRÊS SUSPEITOS POR ROUBO A PROPRIEDADES RURAIS NO INTERIOR DO ESTADO

 
















Policiais civis da 1ª Delegacia Regional de Polícia (1ª DRP) deflagraram, nesta segunda-feira (26), a operação “Tiradentes”, que resultou na prisão de Anderson Augusto da Silva, 19 anos, Francisco Emanuel da Silva Reis, conhecido como “Manel”, 18 anos, Jardel Lopes da Silva, 24 anos e apreensão de um adolescente de 17 anos, em São Paulo do Potengi.

As diligências foram iniciadas após o recebimento de denúncias informando que, na rua José Sinésio dos Santos, um grupo praticaria a venda de drogas em uma residência. As equipes se deslocaram até o endereço e constataram a veracidade da informação.

No imóvel, com os suspeitos, foram localizadas três armas de fogo: um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 12 e uma espingarda de fabricação artesanal. Ainda, foram apreendidos tabletes de maconha, porções de “crack”, porções de cocaína, dois rádios comunicadores.

Além disso, segundo as investigações, o grupo criminoso é suspeito de praticar diversos roubos a propriedades rurais, sendo reconhecido por três vítimas como os autores da ação. No momento da abordagem, foram recuperados objetos provenientes dos roubos a essas propriedades rurais.

Anderson Augusto, Francisco Emanuel e Jardel Lopes foram conduzidos à delegacia, onde foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, associação criminosa armada e corrupção de menores. Em seguida, eles foram encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

Já o adolescente foi apreendido pelos atos infracionais análogos aos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse irregular de arma de fogo e associação criminosa armada. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.