Com time misto e um a menos, Flamengo sofre, empata no fim com a LDU e garante vaga nas oitavas. Rogério Ceni fez mudanças no time visando a decisão do Carioca, no sábado, e o Flamengo sofreu para buscar o empate com a LDU no Rio, garantindo a classificação na Libertadores

 LIBERTADORES

Pedro marcou o gol que abriu o placar da partida contra a LDU, no Maracanã (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

A missão nesta quarta-feira no Maracanã não era das mais difíceis, mas o próprio Flamengo a complicou. Com uma atuação ruim e um a menos desde o início do jogo - Arão foi expulso aos 14 minutos -, o time de Rogério Ceni arrancou o empate com a LDU, em 2 a 2, nos minutos finais, e garantiu a vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores.

Pedro abriu o placar para o Flamengo - que atuou com um time misto visando a decisão do Carioca, no sábado -, mas sofreu a virada em gols de Guerra e Jhojan Julio, ambos em bolas levantadas na área pelo time equatoriano. O empate veio com Gustavo Henrique, que se redimiu da falha em um dos gols. 

Com 11 pontos, o Flamengo segue na primeira posição da chave, seguido pelo Vélez Sarsfield (ARG), que venceu a Unión La Calera nesta noite e chegou aos nove pontos. Os dois já estão classificação e decidem o Grupo G na próxima quinta, dia 27, no Maracanã. LDU e La Calera, eliminados, jogam no Equador.

'NOVO FLAMENGO', VELHOS PROBLEMAS

A escalação de Rogério Ceni para o confronto foi surpreendente. A escolha por três zagueiros, além de Willian Arão, não significou uma mudança no sistema, pois Léo Pereira atuou como lateral-esquerdo e o camisa 5 voltou ao meio de campo, mas a aposta do técnico, em plena Libertadores priorizando a decisão do Carioca, mostrou-se ainda mais arriscada quando Arão foi expulso aos 14.

Após saída de bola errada de Bruno Viana, o experiente volante acertou o rosto de Amarilla e recebeu o cartão vermelho direto, manchando uma noite que era para ser de celebração aos 300 jogos com o Manto. Com um a menos, Everton Ribeiro foi sacado por Ceni, João Gomes entrou e Gabi passou a formar a segunda linha de quatro da equipe, que ainda contava com Gerson e Vitinho.

Mesmo com a superioridade numérica, o fraco time da LDU não conseguiu ter domínio da partida e pressionar o Flamengo. Então Pedro, que passou a atuar isolado na frente, fez um gol que, entre os 21 atletas em campo, só ele seria capaz de fazer. Matheuzinho fez a ultrapassagem, chegou à linha de fundo e cruzou. O centroavante, então, dominou a bola desviada pela zaga, fez o pivô, girou e tocou na saída do Gabbarini: 1 a 0 aos 32 minutos da etapa inicial.

NÃO DEU NEM PARA COMEMORAR

O Flamengo sequer teve tempo de comemorar o gol de Pedro e tranquilizar o jogo. Dois minutos depois, a LDU chegou ao gol de empate aproveitando a já conhecida fragilidade defensiva do time de Rogério Ceni na bola aérea. O escanteio foi cobrado curto, a zaga ficou dentro da área e Guerra, entre Gerson e Gustavo Henrique, cabeceou para o fundo do gol. Antes do intervalo, em nova saída errada do Fla, a LDU quase virou, mas Amarilla finalizou para fora.

CENI ACIONA TITULARES, E LDU VIRA

Diante do cenário, Rogério Ceni voltou para o segundo tempo com Ramon na lateral-esquerda e Bruno Henrique no ataque. O técnico Pablo Repetto respondeu com a entrada de dois atacantes, Cristian Borja e Muñoz. E o time equatoriano, em nova falha defensiva do Flamengo, chegou à virada com Jhojan Julio, aos 14. O cruzamento veio da direita, Amarilla ajeitou com o peito para o camisa 10, que driblou Bruno Viana com facilidade e marcou o gol.

ALÍVIO NO FIM: CLASSIFICAÇÃO GARANTIDA

A resposta de Ceni foi com as entradas de Diego e Arrascaeta. A atuação do Flamengo seguiu morosa, sem criatividade para furar a defesa da LDU. O goleiro Gabbarini mostrou insegurança nas poucas vezes que foi exigido. A partida já ia se arrastando para os acréscimos, quando o gol de empate saiu.

Arrascaeta cobrou falta próxima à linha de fundo com muita categoria. A bola foi na cabeça de Gustavo Henrique, que havia falhado no segundo gol, mas se redimiu, subindo mais que a defesa rival e garantindo o Flamengo nas oitavas.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 2 LDU

Data/Hora: 19/05/2021, às 21h (de Brasília)
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Alexis Herrera (VEN)
Assistentes: Lubin Torrealba e Tulio Moreno (VEN)

Gols: Pedro (1-0, 32'/1ºT), Guerra (1-1, 34'/1ºT), Jhojan Julio (1-2, 14'/2ºT) e Gustavo Henrique (2-2, 42'/2ºT)

Cartão amarelo: Gerson, Bruno Henrique (FLA); Cruz, Quinteros (LDU)
Cartão vermelho: Willian Arão (FLA)

FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni)

Gabriel Batista; Léo Pereira (Bruno Henrique, Intervalo), Gustavo Henrique e Bruno Viana; Matheuzinho, Arão, Gerson (Diego, 16'/2ºT), Everton Ribeiro (João Gomes, 25'/1ºT) e Vitinho (Arrascaeta, 16'/2ºT); Pedro e Gabriel Barbosa (Ramon, Intervalo).

LDU (Técnico: Pablo Repetto)

Gabbarini; Quinteros (Perlaza, 46'/2ºT), Guerra, Ordóñez e Cruz (Ayala, 36'/2ºT); Villarruel (Espinoza, 46'/2ºT), Alcívar, Zunino (Muñoz, 12'/2ºT) e Jhojan Julio; Billy Arce (Cristian Borja, 12'/2ºT) e Amarilla.


(Por:Matheus Dantas/Lance!)

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.