PERÍCIA CONCLUI QUE MORTE DO MC KEVIN FOI ACIDENTAL E SEM AÇÃO VIOLENTA

 Morte de MC Kevin foi acidental e sem ação violenta, conclui perícia


O laudo da perícia do ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli), da Polícia Civil do Rio de Janeiro, concluiu que a causa aparente da morte do cantor MC Kevin, no domingo (16) passado, foi acidental.

O perito Luiz Alberto Moreira Coelho, que assina o documento, afirmou também não houve indícios de brigas ou ações violentas no óbito de Kevin.

O artista morreu após cair da sacada do quinto andar de um hotel na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, na noite de 16 de maio. Segundo o Corpo de Bombeiros, o MC foi levado em estado grave ao Hospital Municipal Miguel Couto, onde faleceu.

Quatro dias depois, o laudo da perícia no corpo do cantor foi divulgado e apontou que ele havia sofrido fraturas no nariz, no maxilar e na mandíbula. As causas da morte foram a ruptura de um aneurisma e traumatismo craniano.

Segundo relatou a viúva Deolane Bezerra, o jovem teria usado drogas sintéticas no dia em que faleceu. Após o depoimento da esposa e de amigos de Kevin, a Polícia Civil aguarda o resultado do exame toxicológico para comparar o efeito de entorpecentes usados pelo cantor.

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.