Bolsonaro tem "desvio mental e de caráter", afirma governadora Fátima Bezerra

 

A reportagem é de Nathan Lopes, do Portal UOL, em São Paulo: a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), criticou a ação judicial do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) contra medidas restritivas adotadas para frear a pandemia do novo coronavírus. Em manifestação enviada na terça-feira, 8, ao Supremo Tribunal Federal (STF), a chefe do Executivo estadual diz que posições apresentadas pelo presidente são "fruto do desvio mental e de caráter" de Bolsonaro.

Fátima faz referência ao trecho da petição apresentada pelo presidente em que ele diz que os decretos estaduais de restrição "determinam a paralisação de tudo que é considerado não essencial, como se a sobrevivência exclusivamente biológica fosse a única demanda passível de ser protegida pelo direito".

"Desconsideram o caráter complexo e multifacetário de expressões da dignidade e da personalidade humana, como a dignidade do trabalho, a dignidade de manter um empreendimento econômico e a dignidade de poder buscar o sustento seu e de seus dependentes", escreveu o presidente no documento de 27 de maio, assinado em conjunto com o advogado-geral da União, André Mendonça.

Em sua manifestação, a governadora afirma que "sem a sobrevivência exclusivamente biológica, ou seja, sem a vida humana, não existe dignidade, personalidade, trabalho, empreendimentos econômicos ou busca pelo sustento próprio ou de quaisquer dependentes". "A não ser que o requerente [Bolsonaro] consiga demonstrar que existam outros tipos de sobrevivência diversas da biológica”.

“Obviamente que somente este trecho da ação ora combatida já demonstra ser ela fruto do desvio mental e de caráter do requerente [Bolsonaro] e do advogado-geral da União, os quais, a cada dia, revelam um grave e intolerável desprezo à vida humana e ao próximo”, acrescentou Fátima Bezerra.

Defato.com

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.