À mesa com empresários, Temer ri de imitação que desmoraliza Bolsonaro

Em um jantar com empresários, o ex-presidente Michel Temer (MDB) foi filmado gargalhando de uma imitação que satirizava o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no episódio da declaração à nacão, divulgada na 5ª feira (9.set.2021); o emedebista ajudou o chefe do Executivo a escrever a nota pela pacificação entre os Três Poderes. O encontro foi organizado por Temer e realizado no apartamento do investidor Naji Nahas, em São Paulo.

No vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver o humorista André Marinho —filho do político e empresário Paulo Marinho e apresentador do programa “Pânico”, da rádio Jovem Pan —imitando Bolsonaro.

“E essa cartinha que eu recebi, é tua?”, diz André a Temer, que acena positivamente com a cabeça. “Achei ela meio infantil, meio marica, eu estou achando que foi o Michelzinho que mandou para mim”, completou em meio a risos. Michelzinho é o filho de 12 anos de Temer.

“Cadê a parte que eu combinei contigo de queimar o STF? Cadê a parte que eu combinei de roubar as perucas do [Luiz] Fux [presidente do STF]? Cadê a parte que eu combinei de botar o pau de arara na Praça dos Três Poderes e dar de chicote no lombo de Alexandre de Moraes? Assim não vai dar!”, ironiza o humorista.

André conclui dizendo que o ex-presidente virou convidado de honra do Planalto. “E quando tu quiser, tu pode me ligar aí, que eu te recebo com os meus cupinchas aí, que vão estar prontos para botar o tapete vermelho para você aí, tá OK?”

No vídeo, é possível ouvir palmas dos presentes ao final do sketch de imitação de André Marinho.

Assista ao momento em que André imita Bolsonaro (1m15seg):

Além de Temer e André, é possível ver nas imagens os seguintes convidados:

  • Paulo Marinho: empresário, 1º suplente do senador Flávio Bolsonaro e hoje em SP engajado na pré-campanha à Presidência de João Doria;
  • Gilberto Kassab: presidente nacional do PSD;
  • Johnny Saad: presidente do Grupo Bandeirantes;
  • Roberto D’Ávila: jornalista, apresentador e diretor da GloboNews, que nesta 3ª feira (14.set.2021) transmite às 23h30 a entrevista de D’Ávila com Michel Temer;
  • Antonio Carlos Pereira: o Tonico Pereira, ex-editorialista do jornal O Estado de S.Paulo, está à esquerda de Temer;
  • Naji Nahas: empresário e investidor, está à direita de Temer;
  • Raul Cutait: cirurgião do hospital Sírio-Libanês;
  • José Yunes: advogado e amigo pessoal de Temer.

O vídeo foi gravado por Elsinho Mouco, marqueteiro de Temer desde quando o emedebista era vice-presidente da República. Mouco tem atuado ativamente nos últimos dias para promover o assessorado. Divulgou várias gravações nas redes sociais –por exemplo, quando Temer entrou no jato da Presidência da República para ir a Brasília ajudar Bolsonaro na redação e divulgação da nota pela pacificação dos Poderes.

O vídeo gravado por Elsinho Mouco foi passado para o empresário Paulo Marinho, que estava ao seu lado no jantar de 2ª feira (13.set.2021). Marinho, desafeto de Bolsonaro, promoveu a divulgação generalizada para a mídia no final da noite.

O marqueteiro de Temer fez vários vídeos durante o jantar, com mais pessoas falando da conjuntura. Deve divulgar essas gravações hoje, para tentar atenuar o impacto do sketch com a imitação de Bolsonaro.

CONTEXTO

André já é conhecido por imitar Bolsonaro e outras personalidades da política brasileira. Próximo do meio político desde cedo por conta do seu pai, em 2018 ele foi tradutor de Bolsonaro na conversa com o ex-presidente dos EUA Donald Trump.

Paulo Marinho, o pai de André, apoiou o chefe do Executivo durante a campanha presidencial de 2018. Na época, o empresário cedeu a sua casa para Bolsonaro gravar os vídeos do programa eleitoral.

As famílias romperam depois que Marinho contou que Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) revelou a ele que teria recebido informações privilegiadas da PF (Polícia Federal) sobre o seu ex-assessor Fabrício Queiroz no caso das “rachadinhas”.

Paulo Marinho, que era presidente do PSDB fluminense, largou o cargo em junho deste ano para se dedicar à pré-campanha do governador paulista, João Doria (PSDB), à presidência da República.

ÍNTEGRA DO VÍDEO

“…Tanto creme branco. Estou acostumado só com leite condensado, ok? E no tocante ao presidente, eu tenho que agradecer você demais porque tu salvou o careca de levar uma hemorróida, porra. E essa cartinha que eu recebi, é tua? Achei ela meio infantil, meio marica, eu estou achando que foi o Michelzinho que mandou para mim. Cadê a parte que eu combinei contigo de queimar o STF? Cadê a parte que eu combinei de roubar as perucas do Fux? Cadê a parte que eu combinei de botar o pau de arara na Praça dos Três Poderes e dar de chicote no lombo de Alexandre de Moraes? Assim não vai dar! Mas, já que tu me salvou aí, você está creditado junto ao meu governo aí. E quando tu quiser, tu pode me ligar aí, que eu te recebo com os meus cupinchas aí, que vão estar prontos para botar o tapete vermelho para você aí, tá OK?”

Poder 360 

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.