A 'MACHARADA' POLÍTICA DO RN ESTÁ SE PREPARANDO PARA LEVAR OUTRA 'SURRA DE SAIA'

 

Já está praticamente certo que o presidente estadual do MDB, o deputado federal Walter Alves, será o vice na chapa da governadora Fátima Bezerra (PT), para as eleições de outubro. O anúncio oficial deverá ser feito pela petista ainda esta semana. Assim, completa-se a chapa majoritária encabeçada pela gestora. A definição de Fátima atende a um pedido feito pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que deseja o MDB em seu palanque apoiando sua candidatura à Presidência da República.

Conforme informações colhidas pelo AGORA RN, Lula teria mostrado à Fátima a importância do apoio político eleitoral do MDB para que as eleições de outubro deste ano sejam vitoriosas para os petistas no Rio Grande do Norte e a participação de Walter na chapa majoritária seria essencial para o sucesso. Coube ao chefe do Gabinete Civil do Estado e articulador político da governadora, Raimundo Alves, informar a Walter que ele será o vice-governador do RN.

Enquanto isso, a oposição bolsonarista potiguar continua patinando em busca de um nome de peso político que possa rivalizar e principalmente, ameaçar a possível reeleição da gestora petista. Pelo que os potiguares têm acompanhado com as últimas pesquisas eleitorais de intenção de votos no Estado, caso não ocorra uma reviravolta nos próximos meses, a probabilidade de Fátima ganhar a eleição sem muito esforço é grande.

Em entrevista recente ao AGORA RN, Raimundo Alves admitiu que os diálogos entre Fátima Bezerra e Walter Alves, sempre com a presença experiente e sorridente de seu pai, o ex-senador Garibaldi Alves Filho, não haviam se encerrado e continuavam firmes.

“Até o momento, não fomos comunicados pelos deputados Ezequiel Ferreira e Walter Alves, ambos presidentes dos seus respectivos partidos no Rio Grande do Norte, que eles formariam uma chapa da oposição à Fátima. Portanto, não fomos informados sobre a interrupção dos diálogos que estamos mantendo”, afirmou, na época.

E ressaltou que a governadora continua aberta aos diálogos e às negociações com os partidos aliados. “Estamos aguardando uma decisão por parte de Ezequiel e Walter. Eles precisam dizer se estão encerradas as nossas conversas. Até porque o respeito, sinceridade e franqueza são essenciais entre os interlocutores para que haja credibilidade no diálogo”, afirmou.

Com informações da TN
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.