América fica com título da Copa RN



A partida que valia o título estadual para o ABC e o título do segundo turno para o América começou com as duas equipes tentando atacar, mas com muito cuidado na defesa. Americanos e abecedistas se mostravam muito concentrados em campo no sentido de evitar erros que viessem a comprometer as aspirações das equipes dentro dos noventa minutos, com isso, nos primeiros 15 minutos as únicas vezes que os dois ataques conseguiram colocar os goleiros em alerta, foi em cobranças de escanteio, mas as duas zagas prevaleceram e afastaram o perigo.

Com a vantagem do empate, para conquistar o segundo turno e provocar mais dois confrontos contra o Alvinegro, o time americano atuava com mais tranquilidade e chegou a ter uma suspeita de pênalti anulada pelo VAR, após o zagueiro abecedista falhar na tentativa de cortar uma bola lançada pelo goleiro Bruno Pianissolla, deixando a bola passar livre para Wallace Pernambucano invadir a área perigosamente e perder a disputa com Eduardo. Logo depois, Allan Dias sofreu uma entorse no tornozelo e foi obrigado a deixar o campo, desfalcando o setor de armação abecedista.

Melhor em campo e com o apoio de 19 mil torcedores, o América exibia um arsenal de armas atrás do primeiro gol e para ampliar a vantagem em relação ao adversário, Téssio nas cobranças de faltas e escanteios levava perigo com chutes bem colocados. O ABC parecia incomodado com a série de insucessos nos clássicos e pecava bastante nas tramas ofensivas.

A rigor, o ABC teve apenas uma, porém foi a chance mais clara da etapa inicial, quando Wallyson lançou Kelvin, que apareceu livre na cara do gol, mas na tentativa de encobrir o goleiro, Bruno Pianissolla levou a melhor e conseguiu a defesa.

O ABC mudou de postura na etapa complementar, marcou um gol anulado pelo VAR, por impedimento, e logo depois numa cobrança de falta, Wallyson por pouco não surpreendeu o goleiro Alvirrubro, que conseguiu se recuperar no lance e fez uma grande defesa. O goleiro voltou a salvar numa cabeçada de Eduardo, após uma bola erguida da área, que ele defendeu no reflexo.

O América deu o ar da graça na etapa, com uma bola rebatida pela defesa, que encontrou William livre no ataque, mas o jogador se precipitou na hora da conclusão e perdeu uma grande chance.

Depois de um desentendimento no meio-campo com troca de tapas, Zé Eduardo e Jefinho foram expulsos. O jogador americano ficou poucos minutos em campo após substituir Wallace Pernambucano.

Precisando vencer, o ABC foi ao ataque nos minutos finais e mais uma vez obrigou o goleiro americano a realizar grande defesa, após um forte chute de Tallyson de fora da área. E segurou o título do segundo turno, com a última defesa num chute de Wallyson, que desviou no zagueiro. Foi a defesa do título.

Tribuna do Norte 

Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.