Governo irá cancelar Bolsa Família para quem doou mais de R$ 2 mil para candidatos em 2020

O Ministério da Cidadania vai bloquear o pagamento do Bolsa Família a beneficiários de famílias que doaram recursos financeiros durante a campanha eleitoral de 2020, bem como a prestadores de serviços e candidatos eleitos.

Os procedimentos, a serem adotados pelas gestões de cada município, foram publicados pelo governo federal nesta segunda-feira (4/1), em instrução normativa, no Diário Oficial da União (DOU).

Logo em janeiro, famílias que tiverem integrantes identificados como candidatos eleitos nas eleições de 2020 ou que declararam à Justiça Eleitoral patrimônio superior a R$ 300 mil terão os benefícios do Bolsa Família cancelados.

Já em fevereiro, serão bloqueados os benefícios das famílias que tenham integrante doador de recursos financeiros a campanhas eleitorais em montante per capita (por pessoa) mensal entre meio e dois salários mínimos.



Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.