Flamengo encaminha jogo da Libertadores em Brasília com público vacinado. Diretoria rubro-negra se movimenta nos bastidores depois de a Conmebol liberar público nos estádios na competição, mas com autorização da autoridade local; Governo do Rio de Janeiro é contra

 EM BRASILIA

 Arrascaeta e Bruno Henrique festejam no Mané Garrincha

O Flamengo se movimenta nos bastidores para levar a partida contra o Defensa y Justicia, marcado para o dia 21 (quarta-feira), pelo jogo da volta das oitavas de final da Libertadores, para Brasília para contar com a presença de público.
 
O Rubro-Negro iniciou esse movimento depois que a Conmebol autorizou a presença de torcida nos estádios nos jogos da Libertadores e da Sul-Americana, desde que a autoridade local libere e com protocolos médicos estabelecidos pela entidade.
 
Como o Governo do Rio de Janeiro é contra, o Flamengo logo pensou na possibilidade de levar o duelo para o Mané Garrincha, mas não é um trabalho fácil. Embora já tenha um acordo com a concessionária e o "ok" das autoridades de Brasília, o Rubro-Negro precisa da autorização do adversário, o Defensa y Justicia.
 
Além disso, o Flamengo analisa os custos para levar o jogo para o Mané Garrincha e aguarda a vistoria que será feita no gramado do estádio. Internamente, o discurso é de que está "encaminhado, mas não está fechado ainda" a alteração no local do confronto. O tempo é curto, pois a definição precisa sair até quinta-feira (15).
 
O que já está definido é que, caso realmente mande o jogo em Brasília e com a presença de torcida, é que a pessoa apenas conseguirá entrar no estádio caso já esteja vacinada (as duas doses) e também com teste negativo, com sujeito à aprovação do Governo do Distrito Federal. 

(Por:Venê Casagrande/O Dia)
Jacó Costa. Tecnologia do Blogger.